terça-feira, 27 fevereiro 2024

Criança sofre fraturas na costela após ser agredida em escola de Sumaré

Mãe registrou boletim de ocorrência depois de filho ter risco de perfuração de pulmão

A mãe da vítima foi chamada e ela levou o filho para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) – (Foto: Divulgação)

Uma criança de 10 anos sofreu fraturas em duas costelas após ser agredida por um colega de classe na Escola Municipal Eliana Minchin Vaughan, no bairro Jardim Nova Terra, em Sumaré. A agressão ocorreu na última terça-feira (21) e a escola está sendo acusada de negligência pela mãe do menino.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, a criança participava de uma aula de educação física, quando a criança se feriu durante o jogo de futebol. Ao ser socorrida pelo professor, outro aluno se aproximou do menino ferido e passou a agredi-lo com chutes nas pernas e joelhadas na região da barriga e tórax.

A mãe da vítima foi chamada e ela levou o filho para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ao passar por exames e raio-x, foi constatado que o menino estava com duas costelas fraturadas e com risco de perfuração do pulmão.

A mãe seguiu para o plantão do 4° Distrito Policial e registrou a ocorrência. Por meio de nota, a Prefeitura de Sumaré informou que a Secretaria de Educação lamenta o ocorrido e está acompanhando o caso de um desentendimento entre os alunos que resultou na agressão. A prefeitura e a secretaria abriram um procedimento interno para apurar o episódio.

Tanto a prefeitura quanto a secretaria ofereceram assistência ao aluno agredido, bem como intensificam o trabalho de orientação pedagógica à não-violência, a fim de preservar a boa relação, tolerância, cooperação, solidariedade e convívio entre os estudantes da rede. Segundo a Prefeitura, a rede já conta com um trabalho de conscientização sobre o tema em todas as unidades escolares. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também