quarta-feira, 24 julho 2024

Sumaré inicia vacinação contra Covid em crianças de 4 anos

Imunizante é aplicado em seis unidades de saúde do município

O imunizante foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) – (Foto: Divulgação)

Sumaré começou nesta quarta-feira (27) a vacinação contra a Covid-19 em crianças a partir de quatro anos de idade. A aplicação ocorre em seis unidades de saúde. Para receber o imunizante, a criança deve estar acompanhada dos pais ou responsáveis, com um documento de identificação e carteira de vacinação.

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) que aplicarão as vacinas são do Bordon, Maria Antônia, Bandeirantes, Matão e Vasconcelos, além do Centro Integrado de Saúde (CIS) Nova Veneza. A aplicação da vacina é realizada entre às 9h e às 15h. A medida é baseada na nota técnica publicada pelo Ministério da Saúde, no último dia 19, que recomenda a imunização conforme os estoques de Coronavac de cada município.

O imunizante foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que considerou os estudos de efetividade e segurança da vacina nessa faixa-etária.

A prefeitura informou, por meio da assessoria de imprensa, que as doses disponíveis são do estoque da cidade, uma vez que o Estado de São Paulo ainda não mandou remessa de doses e, por esse motivo, o imunizante é para crianças a partir de quatro anos de idade e não a partir de três.

Também estão disponíveis a 4ª dose da vacina para pessoas com mais de 40 anos e profissionais da Saúde, a 3ª dose para adolescentes com mais de 12 anos e a 5ª dose para pessoas imunossuprimidas com mais de 60 anos. A prefeitura ressalta que o município segue o cronograma estadual de acordo com o envio de novas doses pelo governo estadual.

Em decorrência da tendência de aumento de casos de Covid-19 dos últimos meses, a Vigilância Epidemiológica recomenda o uso de máscaras em estabelecimentos fechados, no entanto, sem caráter obrigatório. Para pessoas de grupos de risco, a recomendação é fazer uso do acessório também em ambientes abertos. A proteção continua obrigatória no transporte público e em unidades de saúde do município.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também