PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Trem Intercidades: projeto avança em Brasília e terá parceria público-privada

Linha de passageiros ligando São Paulo a Americana é discutida pelo governador João Doria com ministro da Infraestrutura no DF

A implantação do chamado Trem Intercidades, projeto para ligar as regiões de Campinas, Vale do Paraíba, Baixada Santista, Sorocaba e São Paulo através da malha ferroviária paulista, terá recursos viabilizados por meio de parceria público-privada.

PUBLICIDADE

O projeto foi um dos temas discutidos ontem pelo governador João Doria (PSDB) em reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, em Brasília (DF). Doria também foi recebido pelo presidente Jair Bolsonaro ontem.

O projeto inicial do trem prevê a ligação de São Paulo a Americana, passando por Jundiaí e Campinas, em 137 quilômetros de extensão, com paradas previstas em dez estações, partindo do bairro da Água Branca, na Capital, em direção ao Interior.

PUBLICIDADE

Uma concorrência privada vai viabilizar os recursos necessários para a construção do sistema de transporte de passageiros, segundo o ministro. “Nós temos uma quantidade pequena hoje na carga, então temos capacidade para acomodar o trem de passageiros”, garantiu. O cronograma está sendo definido.

O governador destacou a agilidade com que o tema foi tratado no ministério. “O entendimento em uma reunião deste tipo, em outras circunstâncias, talvez fosse muito lento e a orientação do ministro nos deixou felizes porque é uma orientação com prazo determinado, com grupos de trabalho formados e próximas reuniões ainda em janeiro”, declarou.

PUBLICIDADE

O deputado federal Vanderlei Macris (PSDB) destacou o impacto positivo do projeto, que é uma das principais bandeiras do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), Cauê Macris (PSDB). “Estamos muito felizes pela velocidade que está tomando no governo João Doria o projeto do Trem Intercidades. Algo que não víamos acontecer nos últimos meses e que agora está muito avançado. É um projeto que já estamos batalhando há um bom tempo e que irá beneficiar toda a região e, certamente, a cidade de Americana”, afirmou.

MODAL COMPARTILHADO

O trecho Jundiaí-Campinas será compartilhado em duas linhas já existentes. No entanto, para chegar a Americana será necessária a construção de uma linha exclusiva para passageiros no trecho, segundo o diretor Regulatório e Institucional da Rumo Logística Operadora Multimodal S.A, que opera a ferrovia, Guilherme Penin.

Dos 137 quilômetros de extensão do trecho da linha São Paulo-Campinas-Americana do Trem Intercidades, 83 km estão concedidos à Rumo Logística, e 54 km à MRS Logística.

A construção do novo trecho poderá ficar a cargo do Governo do Estado ou da empresa operadora do transporte de passageiros, como informou a Rumo em dezembro de 2018.

 

 

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This