sexta-feira, 19 julho 2024

Pernil de Cordeiro com hidromel

Existem algumas fábricas pelo país e que uma delas está localizada aqui na região, na cidade de Hortolândia, a Philip Mead, fundada em 2016

O Clube Gourmet já apresentou aos leitores o hidromel, em 2021: uma bebida alcóolica natural, produzida a partir da fermentação do mel diluído em água. Na ocasião, descobrimos que existem algumas fábricas pelo país e que uma delas está localizada aqui na região, na cidade de Hortolândia, a Philip Mead, fundada em 2016.

Como é semelhante ao vinho, por conta das similaridades nos processos produtivos, nos equipamentos utilizados na produção, no teor alcóolico e nas percepções de degustação, ganhou o apelido de “Vinho do mel”.

Conforme o fabricante, já foram encontrados no norte da China, por exemplo, vasos de cerâmica datados de 7.000 A.C. com vestígios químicos de mel, arroz e compostos orgânicos, associados à fermentação. Também foi popular na Europa, na Idade Média, consumido em rituais e ocasiões especiais. Na mitologia grega, era parte da alimentação dos Deuses do Olimpo, e, na nórdica, era conhecido como o “néctar dos Deuses”. E a produção da bebida foi mantida em alguns mosteiros pelo mundo, onde o cultivo das uvas não era possível.

Tal qual o vinho, realça os sabores dos pratos, criando experiências surpreendentes devido à complexidade de aromas, acidez e dulçor. A harmonização é indicada com carnes de caça, embutidos e queijos encorpados, além de sobremesas à base de chocolate.

O consultor da Philip Mead, Guilherme Amaral, chef formado pelo Instituto Gastronômico das Américas, compartilhou com o Clube Gourmet uma receita de cordeiro preparado com hidromel, para nos instigar a experimentar novos sabores neste ano que se inicia.

Pernil de cordeiro braseado ao molho de amoras e hidromel

Ingredientes (2 porções)

1 litro de caldo de legumes quente

1 peça de pernil de cordeiro (aproximadamente 700 g, com osso)

1 cebola picada

5 ramos de alecrim

150 g de amoras frescas

50 ml de hidromel (foi usado o Philip Mead Red Fruits)

2 batatas cortadas em cubos grandes

Azeite, sal e pimenta-do-reino

Modo de preparo

Umas 6 horas antes do preparo, tempere o pernil com sal e pimenta. Mantenha na geladeira e remova 30 minutos antes de iniciar. Esquente em fogo médio-alto uma frigideira grande, de fundo grosso (que caiba o pernil inteiro e possa ir ao forno), ou uma assadeira de alumínio. Quando estiver bem quente, adicione o azeite e o pernil. Doure todos os lados por alguns minutos, até ficar bem caramelizado. Remova e reserve o pernil.

Diminua o fogo para médio e adicione a cebola picada. Frite por 10 minutos, ou até ficar bem dourada. Adicione o caldo de legumes aos poucos, raspando bem o fundo da frigideira. Coloque o pernil de volta na frigideira, adicione os ramos de alecrim e desligue o fogo. Cubra com papel alumínio, leve ao forno preaquecido a 140 graus (temperatura baixa) e asse por 2 horas e meia.

Após, remova o papel alumínio, adicione as batatas junto do pernil e retorne ao forno por mais 30 minutos, ou até as batatas ficarem macias. Se restar muito caldo, remova as batatas e coloque a assadeira no fogo alto, até reduzir, mas separe 100 ml do caldo do cordeiro e coe.

Em uma panela pequena, em fogo baixo, adicione azeite, frite levemente as amoras, adicione o hidromel e deixe o álcool evaporar por 1 minuto. Adicione o caldo coado e reduza o molho, até ficar espesso. Caso a calda fique um pouco amarga, ajuste com um pouco de mel para balancear. Sirva o pernil com as batatas. A calda pode ser despejada no pernil ou ser servida numa molheira. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também