PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Seu pet se comporta bem nas visitas ao veterinário?

Ainda filhotes, os pequenos podem estranhar as trocas de ambientes, principalmente visitas ao veterinário.

PUBLICIDADE

Imagine você, sair do conforto do seu lar que ainda está se acostumando, para fazer uma viagem de carro e ir para outro lugar totalmente diferente e cheio de mistérios e pessoas estranhas.

Isso causa um estresse nos pequenos que você nem imagina. Até mesmo os novos cheiros podem perturbar a paz dos nossos amiguinhos.

PUBLICIDADE

Você pode ajudar, se criar situações e comportamentos que indiquem e sinalizem para algum acontecimento novo, como a saída de casa, contato com vizinhos, tudo isso já como preparatório para a visita ao veterinário.

Dependendo da raça, as reações podem ser as mais inusitadas, esteja preparado.

PUBLICIDADE

Estamos falando dos filhotes, mas há muitos casos também em adultos.

A fobia do veterinário é muito comum. Eles percebem que algo está acontecendo quando antecedem as movimentações que indicam a saída de casa com esse destino.

Daí, prepare-se… eles latem, correm e se escondem e até fazem as necessidades por puro medo.

Voltando aos filhotes, você pode oferecer petiscos nesses momentos que antecedem a visita.

Pode ensaiar com ele em outros momentos como seria uma consulta veterinária de verdade, para ele ir se acostumando com verificações no corpo, nas orelhas e nos olhos.

Nesse momento utilize um modelo ameno de entonação para ele ir se acostumando em todos os sentidos, visual, auditivo e o tato.

No geral, com a frequência a maioria acostuma. Os que dão mais trabalho refletem o medo do desconhecido.

O trajeto até a clínica também configura novidade para o filhote. Vá acostumando a fazer também esse tipo de passeio.

Não deixe para o dia da consulta, inaugurar essa experiência de andar de carro.

O ideal é aumentar as visitas ao veterinário, não só para resolver a questão do medo, mas por necessidade de manter uma saúde impecável mesmo.

Quanto mais frequentes, mais curtas serão. Quando filhotes, a chance de se acostumarem é muito maior.

Você pode levar o seu pequeno apenas para um passeio na clínica, por exemplo, só para dar um ‘oi’ para equipe, sem a necessidade da consulta. Isso ajuda muito.

Não se esqueça de recompensá-lo pelo bom comportamento sempre.

 

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest

 

 

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This