segunda-feira, 4 março 2024
LITERATURA

16ª edição do do Prêmio SP de Literatura 2023 acontece nesta segunda-feira

Prêmio da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo oferece R$ 200 mil para duas categorias, sendo a maior premiação individual em dinheiro no Brasil
Por
Isabela Braz
Foto: Divulgação/Governo de SP

Nesta segunda-feira (27), a Secretaria de Cultura, Economia e Indústria Criativa do Estado de São Paulo realiza a 16ª edição de uma das homenagens literárias mais cobiçadas do Brasil. O Prêmio São Paulo de Literatura anunciará os nomes dos ganhadores em cerimônia na Biblioteca Parque Villa-Lobos.

O prêmio oferece R$200 mil para as categorias “Melhor Romance do Ano de 2022” e outro como “Melhor Romance de Estreia do Ano de 2022”, sendo considerada a maior premiação individual em dinheiro no país.

Além do prêmio em dinheiro e da estatueta, os ganhadores representarão o Prêmio São Paulo de Literatura na Feira Internacional do Livro de Guadalajara. Os finalistas poderão participar, em 2024, de eventos literários como o Viagem Literária.

Neste ano, a premiação alcançou a marca recorde de 453 propostas de inscrições de diversas regiões do Brasil e outros países, tais como: Alemanha, Angola, Argentina, Chile, Espanha, Estados Unidos, França, Inglaterra, Israel, Itália, Portugal, Rússia e Suíça.

Os finalistas são avaliados pelo júri do prêmio composto por: Carlos Rogério Duarte Barreiros, Cida Saldanha, Claudia Abeling, Gênese Andrade, Ieda Lebensztayn, Jeferson Tenório, Karina Menegaldo, Luciana Araujo Marques, Luiz Rebinski e Whaner Endo.

“Sinto que a literatura se destaca como um relato intemporal das experiências, sonhos e emoções partilhadas. É uma ponte que conecta gerações, culturas e almas. Quaisquer que sejam os nomes dos ganhadores, o verdadeiro vencedor, no final, é a própria cultura”, diz a Secretária da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, Marília Marton.

Veja os finalistas e obras da 16ª Edição do Prêmio São Paulo de Literatura

Na disputa por Melhor Romance do Ano de 2022 estão obras como:

• “Viúvas de sal”, de Cinthia Kriemler;
• “Beatriz e o poeta”, de Cristovão Tezza;
• “Tom vermelho do verde”, de Frei Betto;
• “Um crime bárbaro”, de Ieda Magri;
• “Homem de papel”, de João Almino,
• “João Maria Matilde”, de Marcela Dantés;
• “Não fossem as sílabas do sábado”, de Mariana Salomão Carrara;
• “Eva”, de Nara Vidal;
• “Estudo sobre o fim: bangue-bangue à paulista”, de Paula Fábrio;
• “A falta”, de Xico Sá.

Já ao prêmio de Melhor Romance de Estreia do Ano de 2022 concorrem:

• “Tinta branca”, de Alexandre Alliatti;
• “Luminol”, de Carla Piazzi;
• “A tessitura da perda”, de Cristianne Lameirinha;
• “A cabeça do pai”, de Denise Sant’Anna;
• “Memória de ninguém”, de Helena Machado;
• “Para onde atrai o azul”, de Jessica Cardin;
• “Sismógrafo”, de Leonardo Piana;
• “O último sábado de julho amanhece quieto”, de Silvana Tavano;
• “Mikaia”, de Taiane Santi Martins;
• “Dilúvio das Almas”, de Tito Leite.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também