segunda-feira, 4 março 2024
FESTIVAL DE CANNES

“A Flor do Buriti”: Filme brasileiro sobre luta de povo indígena ganha prêmio em Cannes

Longa ganhou prêmio de Melhor Equipe na categoria especial “Um Certo Olhar”
Por
Isabela Braz
Cena do filme “A Flor do Buruti”. Foto: Divulgação

Na noite dessa sexta-feira (26), o Brasil teve reconhecimento internacional em um dos maiores festivais de cinema do mundo. O longa-metragem “A Flor do Buriti” do português João Salaviza e da brasileira Renée Nader Messora, produzido por Julia Alves e Ricardo Alves Jr. pela produtora mineira Entre Filmes foi premiado no Festival de Cannes, na França.

O filme recebeu o prêmio de Melhor Equipe na mostra Un Certain Regard (Um Certo Olhar), que traz em uma mostra paralela à seleção oficial, filmes com uma linguagem mais experimental, lançando novos talentos durante a programação do festival.

O filme, que foi recebido com muito entusiasmo pelos participantes em sua primeira exibição na terça-feira (23), narra a história de resistência do povo indígena Krahô, narrando seu passado, presente e as lutas enfrentadas em suas terras, na aldeia de Pedra Branca no Tocantins, pelo futuro da comunidade Krahô.

A ministra dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara, fez parte do longa e, durante sua passagem pelo festival, foi premiada no último domingo (21) com o prêmio Amazon Fund Alliance Program (Programa Aliança Fundo Amazônia), que visa arrecadar fundos para a causa ambiental da Amazônia e dos povos indígenas.

No total, quatro filmes brasileiros estão participando do festival. Além do já premiado A Flor do Buriti, participam das mostras do festival, os filmes:  “Firebrand”, longa-metragem do diretor  Karim Aïnouz, concorrendo a Palma de Ouro, prêmio principal do Festival; o filme “Nelson Pereira dos Santos – Vida de Cinema”, dirigido por Ivelise Ferreira, Aída Marques participou da mostra Cannes Classic; e “Retratos Fantasmas” de Kleber Mendonça Filho, que já participou duas vezes da premiação com os filmes Aquarius e Bacurau. O diretor não participou da premiação desse ano, mas teve a exibição oficial de seu filme no festival.

O Festival que acontece desde 16 de maio termina nesse sábado (27), com a entrega do mais conceituado prêmio concorrido, a Palma de Ouro, que premia o melhor filme exibido no festival.

Julia Alves, Luzia Cruwakwyj Kraho, Henrique Ihjac Kraho, Debora Sodre, Francisco Hyjno Kraho, João Salaviza, Renee Nader Messora no tapete vermelho em Cannes. Foto: Getty Images
Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também