quinta-feira, 29 fevereiro 2024

Confraria faz espetáculo gratuito

Confraria da Dança apresenta em Campinas “Carta para não mandar ou Cantiga Interrompida”, dia 24 de agosto

DANÇA| Espetáculo recriado para o formato digital terá duas exibições no Espaço Cultural Maria Monteiro (Foto: Divulgação)

A Confraria da Dança, de Campinas, com mais de 25 anos de atividades relacionadas à pesquisa, criação e produção artística, lança o videodança do solo Carta para não mandar ou Cantiga interrompida e faz duas exibições da obra em formato digital, seguido de bate-papo com os artistas, no dia 24 de agosto, uma às 14h e outra às 19h30, no Espaço Cultural Maria Monteiro, em Campinas, localizado na rua Dom Gilberto Pereira Lopes, s/n.

O solo também estará disponível no seu canal no Youtube no dia 20 de agosto, sábado, às 20h. Carta para não mandar ou Cantiga interrompida parte das lembranças de Diane Ichimaru, um dos fundadores da Contraria, nos anos de convivência com sua avó, que foi tomada em seus derradeiros anos de vida pela demência e a doença de Parkinson. 

A sensação de não se sentir inteira, de enxergar o pensamento como um labirinto e entender como isso reverbera no corpo foram alguns dos disparadores desta criação, um solo em que Diane traz para a cena essa fusão de pensamentos que se tornam palavras e de palavras que se tornam movimentos.

Durante a criação da obra, o foco foi se ampliando e Diane derivou a perspectiva da doença degenerativa da avó para a transitoriedade da vida e para as tensões impostas para a figura feminina pela sociedade patriarcal. 

“Essa obra aborda a incompletude, pois nunca acabamos de fato as coisas e temos uma falta de domínio sobre o começo, meio e fim a vida inteira”, diz a artista. Para criar a versão em vídeo, os artistas ficaram atentos aos movimentos de câmera, aproximações, recortes e mudanças de ângulos em substituição ao que era antes o olhar de cada espectador no espetáculo presencial.

Este projeto levanta a relevância da produção da dança no corpo amadurecido em cena. Prestes a completar 57 anos de idade, Diane se alinha com aqueles poucos profissionais de sua geração que persistem no papel de protagonistas de suas obras e se mantém em dedicação total ao ato de encenar. Persegue o movimento pleno de expressividade abrindo horizontes ao modular vigor e sutileza, escavando um dançar singular da história acumulada no corpo.

Segundo os fundadores da Confraria da Dança, Diane Ichimaru e Marcelo Rodrigues, a obra Carta para não mandar ou Cantiga interrompida adaptada para o formato de vídeo é um trabalho de 2004 que exerce uma relação forte com a língua portuguesa. Fundada em 1996 por Diane Ichimaru e Marcelo Rodrigues, a Confraria da Dança está sediada na cidade de Campinas, tendo completado 25 anos de atividades relacionadas à pesquisa, criação e produção artística.

SERVIÇO

“Carta para não mandar ou Cantiga interrompida”
Data: sábado (20)
Horário: 20h
Lançamento do vídeo no canal do Youtube da Confraria da Dança
Data: quarta-feira (24)
Horário: 14h e 19h30
Ingressos: gratuito
Exibição do vídeo no Espaço Cultural Maria Monteiro, em Campinas, R. Dom Gilberto Pereira Lopes, s/n – Conj. Hab. Padre Anchieta,

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também