PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pernambucano realiza sonho em Nova Odessa

No Dia Mundial do Cinema, Antonio Laurindo da Silva pôde assistir a Banda Sinfônica se apresentar

Pernambucano de Garanhuns e fã de música clássica, o estudante Antonio Laurindo da Silva Neto, de 19 anos, nutria um sonho: poder assistir, de perto, um concerto musical. E esse sonho se tornou realidade em Nova Odessa, distante aproximadamente 2,5 mil quilômetros de sua cidade natal. E foi justamente no Dia Mundial do Cinema que ele pisou pela primeira vez no Teatro Municipal Divair Moreira e pôde se encantar com a apresentação da Banda Sinfônica Professor Gunars Tiss, que homenageou nesta terça-feira (5) a “sétima arte”. 

PUBLICIDADE

“Estou morando em Santa Bárbara há pouco mais de 1 ano e meio e, como muitos, vim para São Paulo para estudar e trabalhar. E sempre tive o sonho de assistir ao concerto de uma banda sinfônica. Quando soube da apresentação aqui no teatro de Nova Odessa, ainda mais em comemoração ao Dia Mundial do Cinema, não pensei duas vezes. Uma oportunidade única e foi sem dúvida, um lindo espetáculo que vai ficar gravado na minha memória”, afirmou o estudante, que foi ao Teatro Divair Moreira acompanhado da tia e dos sobrinhos. “Agora é esperar o próximo concerto”, ressaltou. 

O maestro Márcio Beltrami, regente da Banda Sinfônica Municipal Professor Gunars Tiss – uma das bandas mais premiadas do Estado de São Paulo -, explicou que a proposta do concerto especial foi apresentar trilhas sonora de grandes obras da “sétima arte” junto com cenas exibidas no telão. “Fizemos essa apresentação especial no ano passado e deu muito certo. O público gostou muito e a crítica foi bastante positiva. Por isso, resolvemos realizar novamente este concerto e, pela reação de todos que vieram, o resultado foi muito bom outra vez”, disse o maestro. 

PUBLICIDADE

No programa do ‘Cinema in Concert’, trilhas sonoras de filmes como “007” (1962), “E.T.: O Extraterrestre” (1982), “De Volta para o Futuro” (1985), “Missão Impossível” (1996), “Piratas do Caribe” (2003), uma seleção de canções de filmes de Charlie Chaplin, além de músicas do italiano Ennio Morricone, que assinou as trilhas de “Era uma vez na América” (1984), “Cinema Paradiso” (1988) e “Os Oito Odiados” (2015). 

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This