PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Santa Bárbara busca verbas para ampliar o projeto de revitalização da Usina

Secretaria de Cultura quer transformar o local em um melhores espaços para eventos da RMC

A Secretaria de Cultura e Turismo de Santa Bárbara d’Oeste quer transformar a Usina Santa Bárbara em um dos melhores espaços para eventos da RMC (Região Metropolitana de Campinas). “Onde é a Usina Santa Bárbara nós estamos conseguindo, de fato, consolidar como o melhor espaço para receber eventos de grande porte hoje no município”, explicou o secretário de Cultura e Turismo, Evandro Félix.

PUBLICIDADE

O espaço cultural já abriga grandes eventos, mas a pasta reivindica R$ 2,5 milhões do Ministério do Turismo para fazer adequações às normas exigidas pelo Corpo de Bombeiros. Contudo, o restauro completo do prédio tombado está orçado em R$ 25 milhões.

Desativada em 1995, a Usina se tornou referência em eventos ao ar livre. Evandro informou que a usina tem fácil acesso pelas principais rodovias da região, como Bandeirantes, Luiz de Queiroz e Anhanguera.

PUBLICIDADE

Além do tamanho do espaço. A revitalização da área externa contribuiu para abrigar eventos de grande apelo popular, como o Via Crucis, Festa da Negadinha e Rock Fest, por exemplo.

O espaço histórico contribui para dar aquele clima de volta ao passado. É um espaço que lembra muito o desenvolvimento do município, por sua tradição de produção sucroalcooleira. “Santa Bárbara é privilegiada porque conseguiu preservar sua história através deste patrimônio e o transformou em prédio de cultura e fomento a arte”, explicou o secretário.

O prédio é tombado. Por isso, tudo que envolve a construção antiga passa por projeto apresentado ao Codespabo (Conselho de Defesa do Patrimônio).

Por isso, a pasta protocolou esse pedido ao ministério para requalificar o espaço histórico. Agora, com esta verba pleiteada de R$ 2,5 milhões, a proposta é revitalizar a parte interna, com todas as adequações exigidas para combate a incêndios.

Entre as obras necessárias estão revisão de toda a parte elétrica e de descargas atmosféricas, instalação de hidrantes em volta da usina, instalação de iluminação de emergência e sinalização. O primeiro passo, já concluído, foi a revitalização da área externa, que ofereceu condições para sediar inúmeros eventos.

A última etapa será o restauro completo do prédio que, no passado, abrigou a Usina Santa Bárbara. Para obter estes recursos, o secretário disse que tentará sensibilizar o empresariado da cidade para destinação de parte do imposto à obra e assim captar recursos através das leis de incentivos fiscais.

“São poucos espaços hoje no interior do Estado que oferecem a qualidade logística que a Usina Santa Bárbara tem e o potencial que ela tem”, ressaltou Evandro.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This