sábado, 15 junho 2024

‘Tô gostando de ser estranha’, diz Luísa Sonza sobre novas sonoridade e estética

A cantora conta que tem experimentado mais musicalmente e que lançará músicas diferentes dos trabalhos que fez até agora 

Para 2023, Luíza Sonza promete inovar na estética e na sonoridade. A cantora começou a carreira musical em 2017, com um som bem pop e um visual de patricinha, que evoluiu ao longo dos anos. Agora, com dois álbuns lançados e uma porção de hits, a artista já está dando o que falar com looks menos convencionais, diz estar experimentando musicalmente e conta que tem gostado de ser “mais estranha”.

Nesta quinta-feira (21), Luísa lançou a música e o clipe de MAMA.CITA (hasta la vista), uma parceria com Xamã. A cantora diz que a estética do clipe já anuncia o que o público verá no próximo ano: um visual mais futurista, carregado em tons de cinza e prata, e que pode ser considerado diferentão por boa parte das pessoas.

“Eu tô gostando de ser um pouquinho estranha. Um pouco mais diferente do que venho fazendo até hoje. Essa coisa que a galera não sabe se me acha bonita ou feia, se eu fiz plástica ou não. Estou gostando de não ser só o que esperam que eu seja. Estou sendo o que eu gosto de ser no momento que quero ser”, diz a artista.

A voz de Cachorrinhas conta que o plano é apresentar primeiro a nova estética para o público, para depois chegar com o novo som, com o qual pretende trabalhar. Ela diz que a nova sonoridade ainda está indefinida, mas, sem dar maiores detalhes, garante que é algo diferente do que tem feito até agora.

Ao definir a próxima fase da carreira, Luísa encontra dificuldade. A cantora revela que está experimentando mais musicalmente, mas diz odiar o termo “experimental” e não quer se classificar assim. Ela explica que está seguindo “o jeito Luísa de ser” e, apesar de estar certa dos próximos passos que dará, ainda tem algumas inseguranças quanto à recepção do público, pois tem medo de que os fãs não entendam a nova proposta.

“Espero que a galera goste de mim, morro de medo de pararem de gostar de mim se eu virar muito ‘experimental'”, comenta.

A artista se recusa a dar mais detalhes de como será a próxima fase da carreira. Ela diz apenas que os novos singles e o próximo álbum serão “tristes, fritados, irônicos e melancólicos”. Porém, a cantora garante que continuará no pop e não fará apenas músicas tristes e lentas.

“Não vou sair do pop, não vou só fazer música triste, só vou mudar a forma de expressar alguns sentimentos. Mudei a minha forma de ser também, as coisas que me interessam, as coisas que quero expressar”, conclui Luísa Sonza.

Com informações do R7 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também