PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

‘UnicampAfro’ discute consciência negra em Campinas

Evento realizado pela universidade tem abertura hoje com vasta programação cultural sobre a causa

Novembro é o mês da consciência negra e, pela primeira vez, a Unicamp vai realizar o UnicampAfro, evento em que serão discutidos temas ligados à contribuição da cultura africana na formação da identidade do Brasil em uma perspectiva multidisciplinar, contribuindo com o combate ao racismo e com a inclusão da população negra na universidade. 

PUBLICIDADE

A programação foi anunciada no início do mês no auditório do Grupo Gestor de Benefícios Sociais (GGBS) do campus de Campinas. 

A abertura oficial será realizada hoje (1), a partir das 19h, no Salão Nobre da Faculdade de Educação (FE) e terá como primeira atividade uma roda de conversa sobre como pensar a educação para o combate à discriminação e à intolerância religiosa. A mediação será de Airton Júnior, mestrando em Educação pela FE. A programação segue até o dia 30 de novembro com mostras de cinema e artes, oficinas culturais, conferências e mesas-redondas, rodas de conversa, entre outras atividades. Elas vão ocorrer no campus da Unicamp de Campinas, no CIS Guanabara e na OAB Campinas. 

PUBLICIDADE

Em 20 de novembro, feriado da Consciência Negra, a organização convida a todos para participar da Corrida e Caminhada da Consciência, ação realizada pela Faculdade Zumbi dos Palmares, parceira do UnicampAfro. Ela será no Campo de Marte, em São Paulo, com largada às 7h. Em Campinas, haverá mais uma edição da Marcha Zumbi dos Palmares, momento de união do Núcleo Consciência Negra da Unicamp com outros movimentos negros da cidade. A concentração está marcada para as 10h na Estação Cultural Antonio da Costa Santos (antiga Estação Cultura). 

Todas as atividades são gratuitas e não é necessário fazer inscrição prévia. A programação completa pode ser conferida no site do UnicampAfro (ggbs.gr.unicamp.br/unicampafro). 

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This