terça-feira, 23 abril 2024

Bicicross: Americana na final da Copa América

Com origem no BMX e integrante da equipe ABC (Americana Bicicross Clube), o piloto Samuel Oliveira muda de modalidade para encarar o desafio da Copa América de Downhill 4X, competição de mountain bike, que acontece hoje, amanhã e domingo (final), no Ski Mountain Park, na cidade de São Roque, em pista com 600 metros de extensão. A competição, que chega à 12ª edição, além de brasileiros, contará com atletas de Equador, Chile e República Tcheca. 

Samuel, que ficou muito próximo de alcançar a final ano passado, mira as primeiras colocações na prova de domingo. “Fiquei de fora da final em 2019 por um erro bobo e, nessa corrida, por milésimos, você não passa. Esse ano eu estou bem mais preparado, com outra cabeça”, avaliou. 

“O meu foco é alcançar o top 3 dessa competição, o que é muito difícil. Mesmo eu fazendo bicicross, é totalmente diferente, o tamanho da bicicleta, as condições da pista, o solo, mas eu estou bem confiante em trazer um bom resultado”, afirmou o americanense. 

O piloto ressalta, entretanto, que apesar de competir no Downhill sua prioridade continua sendo o BMX.

“O meu foco principal é o bicicross. Essa prova de mountain bike eu corro por ser no início do ano e eu ficar um tempo parado até o início do calendário do BMX. E é uma corrida em um nível muito bom e, para nós de outra modalidade, é importante para pegar ritmo”, comentou. 

DIFERENÇAS 

O representante do ABC, que participará da prova por meio de convite da Yescom e da Rede Globo, promotores do evento, aponta as principais diferenças entre essas duas modalidades do ciclismo. “A dificuldade maior é o solo. No bicicross, a pista é bem compacta, já no downhill, tem muita areia, é bastante escorregadio”, destacou. 

“No mountain bike, as curvas são de terra, enquanto no BMX é tudo asfalto. Por isso entramos um pouco em desvantagem, pela dificuldade de adaptação ao ambiente. Não tem como colocar toda a velocidade, não entra tão confiante, mas a gente tenta passar por cima de tudo isso”, concluiu Samuel. 

PROVA 

A prova deste fim de semana será realizada em uma pista de 600 metros em descida, com 12 curvas e 20 obstáculos. A bicicleta com aro 26 é utilizada pelos pilotos, diferente do BMX onde as disputas acontecem com um modelo aro 20. Após os treinos classificatórios, 32 pilotos no masculino e 16 no feminino, disputam o pódio nas finais do domingo, que serão divididas em baterias. 

Nesta sexta-feira, acontecem os treinos livres. Amanhã, serão duas sessões para tomada de tempo (descidas individuais) e definição dos classificados à final da competição, às 9h30 e às 14h30, no masculino e no feminino. A disputa pelo título da Copa América irá se dar no domingo, a partir das 9h15, logo após uma hora de treinamentos abertos aos finalistas. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também