terça-feira, 18 junho 2024

Campinas é alvo de operação policial

Campinas foi uma das cidades do Estado alvo da operação Salvis Salutem II, que apreendeu 30 mil unidades de álcool em gel ilegal. Guarulhos e Diadema também estiveram na mira da operação, realizada terça (11) e quinta-feira (13) e divulgada pela SSP (Secretaria de Segurança Pública) nesta sexta-feira (14). 

Seis pessoas foram detidas e 15 galões do produto foram apreendidos. O objetivo foi combater a fabricação e comercialização ilegal do produto, que teve a procura aumentada para desinfectar as mãos para eliminar o novo coronavírus. 

Agentes da 1ª Delegacia Seccional, da EIE (Equipe de Intervenções Estratégicas), e o Centro de Vigilância Sanitária cumpriram seis mandados de busca e apreensão em estabelecimentos industriais e em um imóvel nas três cidades. 

Segundo a SSP, foram apreendidos 19 galões de álcool em gel adulterados e armazenados irregularmente, seis frascos do produto clandestino, 30 mil frascos com rótulos falsificados, produtos químicos, computadores, embalagens, celulares e etiquetas. Não foi especificado o que foi apreendido em Campinas. 

Houve o indiciamento de duas mulheres e quatro homens – sendo um preso em flagrante. Os suspeitos foram identificados como responsáveis pelos locais ou produção dos conteúdos. 

CRIMES 

Os suspeitos foram detidos por crimes contra incolumidade pública e encaminhados para unidade da EIE, permanecendo à disposição da Justiça. 

A primeira fase da operação Salvis Salutem foi realizada em abril e resultou na prisão de 10 integrantes de uma quadrilha especializada no furto de insumos hospitalares para a revenda. As detenções aconteceram entre os dias 30 de março e 8 de abril. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também