PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Carro de app bate e mata passageira em Sumaré

Além da vítima fatal, outra mulher sofre ferimentos graves na Anhanguera

Uma mulher morreu e outra pessoa sofreu ferimentos graves em um acidente, nesta sexta-feira (13), na Rodovia Anhanguera (SP-330), na pista marginal sentido interior, no quilômetro, 112,3, em Sumaré. Segundo a Polícia, houve ainda duas vítimas leves. Todos ocupavam um Fiat Siena, preto, com placas de São Paulo, que presta serviço de transporte por aplicativo. O motorista perdeu o controle e bateu contra um muro.

PUBLICIDADE

Ele disse que foi fechado por um caminhão, do qual não conseguiu detalhar características. Na batida, o condutor sofreu ferimentos leves. Segundo a Polícia, a mulher, que acabou morrendo no hospital, estava no banco da frente. Ela ficou presa nas ferragens e precisou ser retirada por equipes de resgate. Ainda na pista, a mulher sofreu uma parada cardiorrespiratória, foi reanimada e conduzida ao Hospital Estadual de Sumaré, mas não resistiu aos ferimentos.

A vítima fatal foi identificada como Vanusa dos Reis da Silva, da qual ainda não haviam sido obtidas mais informações até o fechamento desta edição. Um homem, não identificado, que ocupava o banco traseiro do veículo, teve ferimentos graves e está internado no Hospital de Clínicas da Unicamp. Com ferimentos leves, o motorista do carro foi socorrido na Unidade de Pronto Atendimento do Jardim Macarenko, em Sumaré.

PUBLICIDADE

Outra passageira, de 21 anos, que estava no banco traseiro do veículo também teve ferimentos e foi encaminhada ao Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, em Americana. A informação do hospital ontem era de que ela estava consciente e estável. A vítima passou por tomografia de crânio, abdômen, coluna e tórax e permanecia em observação.

O acidente mobilizou, além de Unidades de Resgate dos Bombeiros e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e o helicóptero Águia da Polícia Militar, equipes da Polícia Militar Rodoviária e da concessionária CCR AutoBAn. Peritos do IC (Instituto de Criminalística) de Americana também atenderam ao caso, indo ao local para fazerem levantamentos de informações para a elaboração de laudos que serão encaminhados para a Polícia Judiciária, responsável pelas investigações.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This