PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Casal de Sorocaba é detido em Campinas com 228 cartões clonados

Todos os cartões estavam em branco, sem identificação de bancos ou clientes, mas tinham tarja magnética

Um homem e uma mulher, ambos moradores de Sorocaba, foram detidos por policiais militares rodoviários do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR), na noite desta quarta-feira (9), dentro de uma agência do Banco do Brasil em Campinas, na Vila Padre Anchieta. Eles estavam com 228 cartões bancários, o homem portava 128, e a mulher, 110, todos clonados.

PUBLICIDADE

Segundo os PMs, eles faziam um patrulhamento na região e estranharam a movimentação do casal na agência e acabaram impedindo o golpe, que foi registrado na Polícia como dano qualificado, onde a vítima é o banco que teve um dos caixas eletrônicos danificado, já que parte de um dos painéis foi desencaixado.

Os suspeitos foram levados pela Polícia Rodoviária ao plantão da 2ª Delegacia Seccional de Polícia Civil de Campinas, localizada no Jardim Londres.  Em depoimento eles se limitaram a dizer que um homem, que não conheciam, prometeu pagar apenas R$ 50,00 para cada um deles, para que “testassem” os cartões.

PUBLICIDADE

Todos os cartões eram em branco, sem identificação de bancos ou clientes, mas tinham a tarja magnética, que é a parte mais importante para sua utilização em movimentação bancária se o criminoso obtiver a senha das vítimas.

A Polícia Civil apreendeu os cartões para encaminhar aos peritos da Polícia Técnica, que poderão levantar detalhes que levem à identificação de eventuais vítimas das clonagens. Eles foram liberados após os procedimentos na Delegacia.

PUBLICIDADE

SUSPEITA

A principal suspeita dos policiais ao fazer a abordagem é que o casal fazia a “conferência” dos cartões com o objetivo de alterar as senhas.

O caso prosseguirá com investigações que podem até passar para a esfera da Polícia Federal, caso haja confirmação de que vítimas eventualmente identificadas sejam clientes do Banco do Brasil.

Uma equipe de peritos esteve também na agência onde o casal foi detido para constatar e documentar danos ocorridos no caixa eletrônico do banco.

O TODODIA fez contato com a assessoria de imprensa do Banco do Brasil, em Brasília, mas até o fechamento da edição não havia uma resposta se o caso ocorrido em Campinas já tinha sido reportado à direção da instituição para eventuais providências.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This