PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Santa Bárbara rende homenagens a Zezé Mano

Ex-presidente da Câmara Municipal e ex-vice-prefeita, ela teve atuação decisiva em ações sociais durante décadas

Os vereadores de Santa Bárbara d’Oeste prestam na tarde desta terça-feira, na abertura dos trabalhos da Câmara Municipal, uma homenagem a Maria José Cadeval dos Santos Mano, a Zezé Mano, única mulher a ter presidido a Casa de Leis em toda a história da cidade. Ela morreu na noite de sábado, e seu corpo foi sepultado no domingo. Zezé tinha 82 anos.

PUBLICIDADE

Além de vereadora, ela foi vice-prefeita e teve uma atuação marcante na vida da comunidade. Além de ter feito parte do Lions, tradicional clube de serviços, ela integrou a Rede Feminina de Combate ao Câncer, com atuação decisiva (veja matéria nesta página). Ela é lembrada, em toda a cidade, como uma pessoa muito dedicada às ações sociais. Viúva do médico Edson dos Santos Mano, que dá nome ao pronto-socorro central da cidade, ela deixou os filhos Daniel, Mariângela e Carlos. O casal teve um quarto filho, Luís Roberto, que morreu em um acidente de trânsito no começo da própria carreira.

CARREIRA

PUBLICIDADE

Zezé nasceu em Jundiaí. Professora, ela residia em Santa Bárbara desde 63. Lecionou na rede estadual e se especializou em administração escolar, supervisão escolar e pedagogia. Foi diretora do Departamento Municipal de Educação entre 1977 e 1982, durante a primeira administração do ex-prefeito Isaías Hermínio Romano.

Em 1982, ela se elegeu vereadora, com mandato de 1983 a 1988. Depois foi eleita vice-prefeita na Coligação Novo Rumo, compondo a chapa com José Adilson Basso para o mandato de 1997 a 2000. Acumulou na época a secretária municipal de Administração.  Basso lembra da vice como uma pessoa que atuou com maestria à frente de uma secretaria que enfrentava, na época, uma crise econômica séria, que obrigava o Executivo até a parcelar o pagamento dos servidores. “Zezé nunca se indispôs com ninguém, sempre teve muito profissionalismo e seriedade”, afirma o ex-prefeito.

PUBLICIDADE

Basso conta que ele e a vice eram amigos há um bom tempo. O marido dela, Edson Mano, também médico, era muito próximo de Basso. “As famílias se frequentavam. Quando formamos a coligação de seis partidos para a disputa da prefeitura, ela foi indicada a vice. E foi uma parceria sensacional: apesar das diferenças ideológicas, ela estava comprometida com a execução de um projeto de governo”, lembra. “Zezé foi essencial naquele grupo”.

Basso lembra que Zezé também foi a primeira mulher a assumir a prefeitura de Santa Bárbara. Ela tomou comandou o Executivo por 30 dias, em 98, quando o titular esteve afastado para resolver problemas pessoais.  Em 2000, foi eleita novamente vereadora e presidiu a Câmara Municipal no biênio 2001/2002. Ela esteve à frente da construção do atual prédio do Legislativo barbarense.

Zezé Mano atuou durante 30 anos como voluntária da Rede Feminina de Combate ao Câncer. Neste meio tempo, ela presidiu a entidade em nada menos que quatro oportunidades. Foi vice-presidente uma vez e tesoureira outras cinco.  A superintendente de administração Carla Eliana Bueno fala que ela foi determinante na parceria com a McDonald’s, que dedica toda a arrecadação do Mc Dia Feliz ao tratamento de crianças em câncer em todo o Brasil.

Ela sempre lutou para que não faltasse medicamentos aos acamados e lançou os pilares de um centro de proteção e tratamento a crianças com câncer, hoje é sede da rede. “Ela nos deixa um legado no pilar do servir. Zezé foi um exemplo de empreendedorismo social, um exemplo para quem atua como voluntário em qualquer setor”, disse.

“Nenhuma outra mulher, desde Dona Margarida, teve uma importância tão grande na história política de Santa Bárbara”

DENIS ANDIA
prefeito de Santa Bárbara d’Oeste

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This