PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Atibaia muda sede para Americana, mas mantém nome

Mandando jogos há um ano no Décio Vitta, clube se transfere de vez; taxa da FPF é de R$ 800 mil

Mandando jogos no estádio Décio Vitta desde janeiro do ano passado, por conta de problemas estruturais no ‘Salvador Russani’, a sua casa, o Sport Club Atibaia transferiu definitivamente sua sede do município que dá nome à agremiação para Americana. A mudança foi confirmada pela FPF (Federação Paulista de Futebol), por meio de sua assessoria de comunicação, e pela diretoria da equipe de Atibaia.

PUBLICIDADE

Em nota enviada ao TODODIA, a entidade afirmou que “o clube solicitou e concluiu o processo para mudança de sede de Atibaia para Americana” sem, entretanto, dar maiores detalhes a respeito do processo de transferência. De acordo com tabela de emolumentos da FPF, com as taxas a serem cobradas a partir de 2020, tal procedimento custou ao ‘Falcão’ o valor de R$ 800 mil.

Atualmente, o clube atibaiense apenas utiliza o estádio Décio Vitta em dias de jogos, de sua equipe profissional e as categorias de base, com os treinamentos sendo realizados no CT Nakazawa, em Atibaia.
Membro da diretoria do Sport Club Atibaia declarou à reportagem que a equipe não mudará de nome. “Continua Sport Club Atibaia. A mudança se deu por que o nosso estádio não tem capacidade de jogar a Série A-2”.

PUBLICIDADE

Perguntado sobre o motivo da escolha por Americana, uma vez que a distância entre as cidades é de 101 quilômetros, o membro da diretoria (que não quis ser identificado), falou de proximidade com a direção do Rio Branco.

“Na época (2019) conversei com Sandro Hiroshi, e como o Rio Branco está na Bezinha o regulamento permite, acertamos para jogar e as coisas acabaram se encaixando”. Porém, não haverá sede da equipe em Americana. O clube seguirá com sua sede em Atibaia. Americana só será utilizada pelo Atibaia para o mando das partidas do Campeonato Paulista, no estádio Décio Vitta.

REGULAMENTO

O Atibaia jogou entre 2016 e 2018 em Indaiatuba como mandante e nos dois últimos anos em Americana. O regulamento geral da federação aponta no terceiro parágrafo: “será permitido aos clubes disputar suas partidas em estádio indicado, fora de sua sede, na forma deste artigo, por período não superior a 2 (dois) anos”.

Questionado se o motivo da mudança não era pelo fato de o Atibaia não estar cumprindo o regulamento, o membro da diretoria respondeu primeiramente que não, mas a continuação da resposta foi controversa. “Não, foi pelo fato do estádio não suportar. Tiveram que transferir o CNPJ para Americana para se adequar ao regulamento”. Em seguida, disse “ano passado já jogamos aqui e não poderia. E esse ano não poderia também”.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This