PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Com suspensão de treinos, vantagem do Rio Branco é elenco definido

Preparador físico do Tigre vê ponto favorável com a parada por causa do coronavírus

Os clubes que disputarão o Campeonato Paulista da Segunda Divisão Sub-23 seguiram a recomendação da Federação Paulista de Futebol (FPF) e suspenderam os treinamentos por conta da ameaça do coronavírus. É consenso que o prejuízo físico, técnico e financeiro para as agremiações será grande. No caso do Rio Branco, porém, o fato de já ter o elenco praticamente definido para a competição pode ser um fator que o coloque à frente da maioria dos rivais.

PUBLICIDADE

“A gente sai na frente porque temos um elenco praticamente definido, faltando apenas algumas peças. Fica mais fácil. E já tendo o conhecimento desse grupo, sabemos como trabalhá-los para adquirir a forma mais rapidamente. Aqueles que vão definir o grupo só quando retornarem terão mais dificuldades. Não descartaria até mesmo se algum time desistisse da competição por conta dos prejuízos”, avaliou o preparador físico do Tigre, Roberto Nogueira.

“Foi uma medida acertada da diretoria assinar um pré-contrato com todos os jogadores, o que facilita o retorno. A gente sabe de muitos clubes que dispensaram os atletas sem ter essa segurança e o jogador pode querer mudar de clube, não voltar mais, ai eles vão ficar de mãos atadas”, completou.

PUBLICIDADE

Nogueira afirma que não houve recomendações especiais de treinamento a seus atletas nesse período de isolamento, a não ser, claro, o pedido para que não deixem suas casas. “Como o risco é grande, a gente pediu que eles fiquem em suas casas. Não passamos nada de treinamento porque não se tem data de retorno. A pré-temporada que fizemos, com essa crise, acaba sendo perdida”, explicou.

O preparador espera que exista tempo hábil para uma nova pré-temporada quando da remarcação do início da competição. “Tenho certeza que a Federação dará um tempo para os clubes se prepararem. Estamos de mãos atadas, a única recomendação é que fiquem em casa, se conseguirem treinar sem sair de lá bem, senão daremos o início a uma nova pré-temporada. É começar tudo de novo”, avaliou o preparador físico do Tigre, Roberto Nogueira.

“Foi uma atitude correta da Federação, do Rio Branco, trata-se de um caos mundial, onde temos que preservar a saúde. Somos seres humanos, temos que tomar conta de nossas famílias, mas, com certeza, isso vai afetar bastante em termos de calendário”, concluiu Roberto.

Até o momento, o elenco riobranquense conta com 17 jogadores, sendo 26 o limite de inscrições permitidos pela FPF, além de cinco atletas da base que não entram nessa lista, porém, treinam junto ao grupo e podem defender o Tigre na Bezinha.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This