domingo, 21 julho 2024

Corinthians ignora as críticas e apoia técnico

Clube respalda Sylvinho para 2022 apesar da pressão da torcida por demissão 

Galo à vista | Jogadores treinaram ontem em preparo para o jogo de hoje em BH (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

Com o Corinthians na briga por uma vaga para a próxima Copa Libertadores, a intenção da diretoria corintiana é ignorar qualquer pressão e manter Sylvinho no comando da equipe em 2022.

No início do Campeonato Brasileiro, o time chegou a ficar próximo da zona de rebaixamento, mas reagiu após as contratações de Willian, Roger Guedes, Giuliano e Renato Augusto.

Nesta quarta-feira (10), a equipe visita o líder Atlético-MG, às 19h, no Mineirão, pela 31ª rodada do Nacional. O confronto será transmitido pelo Premiere. “A gente está muito satisfeito com o Sylvinho. Ele ainda vai dar muitas alegrias para a torcida”, disse o presidente Duilio Monteiro Alves.

O trabalho de Sylvinho já foi criticado pelas torcidas organizadas do clube. A maior delas, a Gaviões da Fiel, divulgou comunicado pedindo a demissão do treinador. A última vez aconteceu no mês passado, após derrota no clássico para o São Paulo.

Duilio Monteiro Alves classificou as reclamações como “exageradas”.

Sylvinho trabalha com o planejamento para a próxima temporada porque o orçamento não vai depender da classificação para a Libertadores, segundo o presidente. A maioria dos reforços já foi contratada e o movimento maior deverá ser de saída, para aliviar a folha de pagamento.

Pela classificação atual, o Corinthians entraria na fase preliminar da principal competição sul-americana. Apenas os quatro primeiros vão diretamente para a fase de grupos. No momento, a quarta posição é ocupada pelo Red Bull Bragantino, com 49 pontos. O clube do Parque São Jorge, 6º na tabela, tem 47 e uma partida a menos.

A depender dos resultados de Bragantino e Fortaleza, o Corinthians pode terminar a rodada no G4. “O Sylvinho faz um bom trabalho. Acompanhamos o dia a dia e o ambiente. Ele continua com a gente”, disse o presidente. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também