Sexta, 17 Setembro 2021

CR7 iguala recorde, mas United toma virada de time suíço no fim

CR7 iguala recorde, mas United toma virada de time suíço no fim

Reestreia de Cristiano Ronaldo pelo Manchester United na Liga dos Campeões é marcada pela frustração  

Cristiano Ronaldo fez um gol, mas Manchester United perdeu a partida – Reprodução/Twitter

Frustração define a reestreia de Cristiano Ronaldo pelo Manchester United em uma edição de Liga dos Campeões nesta terça-feira (14). Atuando em casa, o modesto Young Boys, da Suíça, arrancou no minuto final uma virada contra os ingleses, em jogo válido pela 1ª rodada do Grupo F do torneio.

O ataante Siebatcheu, após erro em um recuo de Lingard - que substituiu o português no 2° tempo -, foi o responsável por marcar o gol da vitória de 2 a 1 dos mandantes, já na casa dos 49 minutos. Apesar da derrota, CR7 não deixou de fazer história: além de marcar o gol solitário de sua equipe, ele tornou-se, ao lado de Casillas, o jogador que mais vezes atuou na história da Champions, com 181 partidas.

Ele é também o artilheiro máximo da competição, com 135 gols, e conquistou a "orelhuda" cinco vezes. Antes de a bola rolar, um fato curiosidade chamou a atenção dos torcedores: durante o aquecimento do United, uma segurança que estava na região da linha de fundo levou uma bolada e, nocauteada, foi ao chão. Cristiano Ronaldo, ao notar o ocorrido, se aproximou para ajudar a mulher, que passa bem.

De acordo com o jornal The Sun, foi o próprio português o autor do chute que acertou a funcionária. O United teve dificuldades de criação até os 12 minutos, quando o entrosamento dos portugueses Bruno Fernandes e CR7 mostrou estar em dia.

O meia recebeu pela esquerda e, perto do bico da grande área, fez linda inversão de três dedos para o atacante que, nas costas do zagueiro, finalizou para abrir o placar. Foi o terceiro gol do camisa 7 em seu retorno ao clube.

Balde de água fria

Já na parte final da 1ª etapa, o United viu a vitória ficar ameaçada. Primeiro aos 34 minutos, quando o lateral Wan-Bissaka levou cartão vermelho direto após dar um pisão no tornozelo do meio-campista Christopher Martins.

Mais ofensivo e em vantagem numérica, o Young Boys teve seu lance de maior perigo três minutos depois. Após cruzamento para a área, Fassnacht pegou de primeira cruzado - a bola passou muito perto do gol de De Gea.

Pressionando a saída de bola dos visitantes, os suíços abafaram os lances ofensivos do United, que chegou apenas uma vez com CR7 - o português caiu dentro da área e pediu pênalti, mas nada foi marcado. O empate saiu aos 20 minutos. Com espaço, Elia recebeu pela direita e cruzou rasteiro para a área. Bem posicionado, Ngamaleu pegou de primeira e balançou as redes de De Gea.

Precisando reforçar a marcação, o técnico Ole Gunnar Solskjaer abriu mão de Cristiano Ronaldo aos 26 minutos. O português foi substituído por Lingard - Bruno Fernandes também saiu para dar lugar a Matic.

Pouco tempo depois, em uma falta para o United, um torcedor invadiu o campo e precisou ser retirado pelos seguranças - ele chegou a dar cambalhotas na entrada da área. Os minutos finais do confronto viraram um verdadeiro ataque contra defesa. Aos 40, Elia fez o pivô após lançamento e ajeitou para Ngamaleu, que bateu forte ao lado do gol.

Dois minutos depois, foi a vez de Lauper arriscar de fora da área - De Gea praticou linda defesa e evitou a virada. Emocionante, o 2° gol suíço saiu no minuto final do confronto. Lingard, que substituiu CR7, tentou recuar para De Gea em uma saída de bola do United.

O passe, no entanto, saiu fraco, e Siebatcheu não perdoou. Esperto, o atacante interceptou a bola e ficou cara a cara com o goleiro espanhol, que não conseguiu salvar os ingleses: 2 a 1 para o Young Boys e festa no Stade de Suisse.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 17 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/