quarta-feira, 28 fevereiro 2024

Em casa, Corinthians encara o Santos

Timão tem momento mais decisivo da temporada e elenco com baixas

PREPARAÇÃO | Time em treino ontem, para enfrentar adversário na Copa do Brasil (Foto: Olavo Guerra/Agência Corinthians)

O Corinthians inicia nesta semana seu momento mais decisivo da temporada até aqui. Nesta quarta-feira (22), às 21h30, encara o Santos na partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, na Neo Química Arena, e, daqui a sete dias, recebe o Boca Juniors, pela mesma fase da Libertadores.

O elenco tem baixas importantes entregues ao departamento médico, a incerteza paira sobre o CT Joaquim Grava, mas a equipe se mantém viva em três competições devido à sequência de 15 jogos de invencibilidade na Neo Química Arena 12 deles sob o comando de Vítor Pereira.

Desde que chegou ao Brasil, o português ainda não sabe o que é ser derrotado em Itaquera. Foram oito vitórias e quatro empates, o que gera aproveitamento de 77% dos pontos disputados. Com a derrota de ontem (20) do São Paulo no clássico contra o Palmeiras, no Morumbi, o Corinthians passou a ser o melhor mandante do Campeonato Brasileiro 2022, além de ser a única das 20 equipes da Série A que ainda não foi derrotada jogando em seu estádio.

Contando período em que o interino Fernando Lázaro dirigiu a equipe, após a saída de Sylvinho, o Corinthians soma 15 jogos e mais de quatro meses sem saber o que é ser superado em seus domínios. Os números representam a quarta melhor sequência do clube em Itaquera e, por mais que ainda distante das 34 partidas de invencibilidade ao longo das temporadas 2015 e 2016, ajudam a explicar o atual momento da equipe. A última derrota foi justamente contra o Santos em jogo que marcou a demissão de Sylvinho.

Vítor Pereira repete sempre que possível as dificuldades enfrentadas no futebol brasileiro.

O calendário é um incômodo, mas são as seguidas lesões que tiram a paciência e o bom humor do treinador. Neste momento, João Victor, Gustavo Mosquito, Bruno Melo, Maycon, Júnior Moraes, Paulinho, Willian e Gil estão entregues ao departamento médico ou à preparação física e não podem trabalhar com o restante do grupo. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também