terça-feira, 25 junho 2024

Guarani sofre com gols no fim do jogo

Com cinco partidas para disputar na Série B do Campeonato Brasileiro, o Guarani já tem como saldo amargo a perda de 13 pontos em virtude de gols tomados a partir dos 40 minutos do segundo tempo.

Levantamento feito pela reportagem do TODODIA constatou que as duas partidas contra o Fortaleza, tanto na Arena Castelão quanto no Brinco de Ouro tiveram gols do oponente nos minutos decisivos. Outros pontos perdidos foram nos empates com o Goiás (1 a 1) no Serra Dourada, com o Vila Nova (1 a 1) no Brinco de Ouro, contra o Boa Esporte, também em Campinas ( 1 a 1) e no último sábado, quando Léo Ceará balançou as redes para o Oeste aos 47 minutos do segundo tempo.

De acordo com o zagueiro Fabrício não há perda de concentração como fator determinante para os resultados negativos. “Não acho que o time relaxou, o time do Oeste é muito complicado de jogar. Depois da expulsão do Marcão, sentimos um pouco. O jogo estava intenso, os dois times estavam cansado e o Oeste se jogou para o tudo ou nada. Foi mérito da jogava feita pela esquerda, não falha”, disse o zagueiro.

O beque confessou involuntariamente que o gol tomado trouxe sequelas no vestiário. “A conversa pós-jogo não foi das melhores. Não foi o que a gente queria, estamos abaixo do que poderíamos apresentar. O grupo vai dar a volta por cima”, afirmou.

Para o jogo de sábado contra o Coritiba, no estádio Couto Pereira, o técnico Umberto Louzer não terá a presença de Marcão, expulso contra o Oeste. Bruno Mendes recupera-se de lesão.

O Alviverde tem 46 pontos e tem 0,94% de possibilidade de acesso, de acordo com o departamento de matemática da Universidade Federal de Minas Gerais.

TERCEIRIZAÇÃO
O Conselho Deliberativo realiza hoje a análise das propostas que visam terceirizar o departamento de futebol a partir de 2019. A primeira apresentação será do empresário Roberto Graziano, que terá toda a reunião para expor o seu projeto e tirar dúvidas dos conselheiros. Pela sua proposta, do total arrecadado pelo Alviverde, 90% iria para o novo controlador e 10% para o clube.
Amanhã será a vez de Nenê Zini expor o projeto arquitetado pela Elenko e por outros parceiros, que oferecem 30% para a agremiação.

Após as exposições, o Conselho fará uma reunião para definir se esses projetos estão enquadrados nas exigências e podem ser apreciados pela Assembleia de Sócios, que acontecerá no final de novembro e que dará a palavra final sobre o tema.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também