PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Investidor quer manter apoio ao Rio Branco

Arquiteto Aquiles Kílaris tem interesse em continuar parceria para 2020

Principal investidor dentre o grupo de apoiadores que o Rio Branco contou na campanha da quinta colocação do Campeonato Paulista da Segunda Divisão Sub 23, o arquiteto Aquiles Nícolas Kílaris tem o interesse em continuar colaborando com o clube em 2020, nos mesmos moldes do ocorrido nesta temporada, onde, inclusive, liderou um projeto para a ampliação no número de patrocinadores que estamparam suas marcas no uniforme e nos muros do estádio Décio Vitta. 

PUBLICIDADE

Em contato com o TODODIA, Kílaris manifestou o desejo de continuar colaborando apoiando o Tigre. “À princípio, nosso grupo, em conjunto com o Sandro Hiroshi, tem interesse em continuar a batalha em trazer de volta ao lugar que merece o nosso querido Rio Branco. Antes de mais nada somos motivados pela paixão a este time”, afirmou. 

O arquiteto, entretanto, aguarda uma definição das eleições presidenciais no clube, para dar seguimento ao projeto. “Em que for possível estamos aptos a contribuir, mas estamos no aguardo das eleições e das definições quanto à nova diretoria”, contou. 

PUBLICIDADE

INDEFINIÇÃO

Inicialmente programadas pelo Conselho Deliberativo do clube para serem realizadas em novembro deste ano, as eleições presidenciais do Rio Branco seguem indefinidas. Os dirigentes esperam oficializar o chamado “atão”, que regulariza as gestões de Marcelo de Barros Feola, o Téo (2014/2015), e de Valdir Ribeiro da Silva (2016-2019), para promover o pleito. 

PUBLICIDADE

Uma possibilidade, caso o documento não seja aprovado pelo cartório local, seria a realização das eleições até o fim de ano, para cumprimento do estatuto, porém, o presidente eleito não teria o poder de assinatura, que Ribeiro, atual mandatário do clube, conseguiu apenas judicialmente, graças a obtenção do título de administrador provisório. 

Recentemente, Sandro Hiroshi, citado por Aquiles na entrevista, e Thiago Bernardi, atual gerente de futebol do Tigre, também condicionaram o planejamento do futebol profissional à resolução do imbróglio da eleição riobranquense. 

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This