terça-feira, 27 fevereiro 2024

Polícia adverte Cristiano Ronaldo por derrubar celular de torcedor rival

Ainda segundo o jornal, Cristiano Ronaldo teve que pagar uma indenização para Harding e sua família

 Cristiano Ronaldo foi advertido pela polícia britânica por causa de uma atitude que teve no dia 9 de abril deste ano. Após a derrota do Manchester United para o Everton, por 1 a 0, no Goodison Park, o português foi filmado batendo na mão de Jacob Harding, torcedor do time adversário, e derrubando seu celular no chão. Em contato com o jornal Mirror, da Inglaterra, a autoridade local informou que conversou com o jogador e que o caso já foi resolvido.

“Podemos confirmar que um homem de 37 anos compareceu voluntariamente e foi entrevistado sob cautela em relação a uma alegação de agressão e danos criminais. A alegação está relacionada a um incidente após a partida de futebol Everton x Manchester United em Goodison Park no sábado, 9 de abril. O assunto foi tratado por meio de cautela condicional. O assunto já está concluído”, afirmou a polícia.

Ainda segundo o jornal, Cristiano Ronaldo teve que pagar uma indenização para Harding e sua família. Logo após o acontecido, Sarah Kelly, mãe de Jacob, que tem 14 anos e é autista, criticou o português, que é um dos ídolos de seu filho.

“Dá para ver pelo hematoma que ele fez contato. Eu estava chorando, eu estava abalada. Jacob estava em choque completo, ele é autista e tem dispraxia também, então ele realmente não digeriu o que estava acontecendo até voltar para casa. Ele está muito chateado e isso o impediu de ir ao jogo novamente. Tivemos um dia absolutamente brilhante até os últimos segundos. Ele é um ídolo. Sim, ele não é do Everton, mas Ronaldo é um grande jogador. Meu filho sempre dizia ‘Ronaldo vai estar lá’. Ele é um ícone. Eu entenderia se Jake estivesse acenando na cara dele, mas ele não estava. Ele é um menino autista e foi agredido por um jogador de futebol, é assim que eu vejo como mãe”, afirmou.

Pouco tempo depois, Cristiano Ronaldo se posicionou e convidou Jacob para ir a Old Trafford assistir a uma partida do Manchester United.

“Nunca é fácil lidar com emoções em momentos difíceis como o que estamos enfrentando. No entanto, temos sempre que ser respeitosos, pacientes e dar o exemplo para todos os jovens que amam o belo jogo. Gostaria de me desculpar pela minha explosão e, se possível, gostaria de convidar este torcedor para assistir a um jogo em Old Trafford como um sinal de jogo limpo e espírito desportivo”, disse Cristiano Ronaldo

Diante do convite, Sarah negou e afirmou que o caso estava na mão da polícia.

“A meu ver, se alguém o agredisse na rua e depois nos convidasse para jantar, não iríamos. Só porque ele é Cristiano Ronaldo faríamos isso? É como se devêssemos um favor a ele, mas sinto muito, não devemos. Está nas mãos da polícia”, declarou.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também