domingo, 26 maio 2024

Portugueses reclamam de VAR

FOLHAPRESS | RÚSSIA
Além de emocionante, o empate por 1 a 1 entre Irã e Portugal teve três momentos de tensão, que precisaram da utilização do VAR (árbitro de vídeo). Um cartão amarelo foi dado a Cristiano Ronaldo após consulta, e o árbitro Enrique Cáceres também usou o recurso para marcar um pênalti para Portugal, desperdiçado pelo camisa 7, e outro para o Irã, em que Ansarifard fez o gol da equipe do Oriente Médio.

Depois do fim do jogo e com a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo garantida, o meia João Mario criticou o uso excessivo do árbitro de vídeo durante a partida. “Com o VAR é difícil, há muitas paradas. Estamos aqui para jogar e demos o nosso melhor, isso é o mais importante”, falou.

O técnico Fernando Santos também falou sobre o recurso. “A verdade é que a marcação homem a homem dificultou o jogo, que icou perigoso estava complicado. O VAR complicou.. (O Irã) é uma equipe que arrisca tudo com muito espaço aéreo”.

Apesar do alívio pela classificação, os portugueses ficaram com um sentimento de que a campanha poderia ter sido melhor. “O objetivo era passar, todos querem passar em primeiro e não fugimos à regra, mas infelizmente empatamos. Este grupo foi um dos mais difíceis”, lamentou o atacante André Silva.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também