PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ricardinho renova por dois anos

Com a cabeça em 2019, diretoria do Bugre garante a permanência do capitão e tenta reforçar comissão técnica

Sem chances de subir e com jogo marcado para sábado, às 17h, contra o Londrina, no estádio Brinco de Ouro, o Conselho de Administração de Guarabi começa a montar a estrutura de futebol para 2019. A providência inicial foi a renovação do contrato do volante Ricardinho por mais duas temporadas.

PUBLICIDADE

“A renovação contratual do Ricardinho sempre foi a nossa prioridade. Ele é o nosso capitão, nosso grande líder dentro das quatro linhas. O Paulistão 2019 já começou e o Guarani marca um gol de placa”, afirmou o presidente Palmeron Mendes Filho.

O jogador, autor do gol contra o XV de Piracicaba que assegurou o acesso à divisão de elite paulista, não escondeu a satisfação pela definição de sua permanência. “O Guarani é um clube que me acolheu muito bem e um time pelo qual criei um carinho enorme e uma identificação com o torcedor. Sou grato por essa renovação e espero continuar contribuindo dentro de campo.
Esse ano fomos muito felizes pelo título da Série A-2, mas tenho como objetivo que 2019 seja ainda melhor”, disse o atleta, presente em 52 dos 55 jogos do Guarani na temporada.

PUBLICIDADE

Uma má noticia, no entanto, foi a definição de Rodrigo Pastana como novo executivo de futebol do Coritiba. Ele era o nome mais cotado no Bugre por ter planejado o acesso na Série C em 2016. Agora, um novo nome será buscado. A reportagem do TODODIA apurou que um profissional contatado já atuou no futebol de Santa Catarina, mas a prioridade é convencer o ex-jogador Elano (Santos) a exercer a função de executivo de futebol.

Na comissão técnica, os nomes de Thiago Larghi e de Guto Ferreira surgem como os mais fortes, mas só desembarcariam no Brinco de Ouro caso ocorresse a definição da cogestão pela Magnum juntamente com a ASA Aluminios.

PUBLICIDADE

Por enquanto, não há perspectiva de votação por parte dos sócios e do Conselho Deliberativo, pois as minutas dos contratos das empresas interessadas ainda não chegaram aos conselheiros para análise e deliberação.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This