PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Seleção busca vaga antecipada hoje na Copa América

Brasil enfrenta a Velezuela nesta noite, em Salvador, e garante classificação ao mata-mata em caso de vitória

Anfitrião da Copa América, o Brasil fez sua estreia com vaias e vitória em São Paulo. Agora, em Salvador, busca construir uma relação melhor com as arquibancadas e assegurar sua classificação antecipada às quartas de final da competição. 

PUBLICIDADE

Depois de superar as críticas ouvidas no intervalo e derrotar a Bolívia por 3 a 0 no Morumbi, na última sexta-feira (14), a seleção terá pela frente a Venezuela. Basta vencer o confronto, marcado para as 21h30 de hoje, na Fonte Nova, para que a vaga nos mata-matas do torneio continental seja confirmada com uma rodada de antecedência. 

Com seis pontos, o time verde e amarelo se certifica de que ficará no mínimo com a segunda colocação do Grupo A, mas a busca não é apenas pela pontuação necessária. A expectativa é obter uma recepção mais calorosa do público baiano, algo que o juazeirense Daniel Alves, 36, colocou explicitamente. 

PUBLICIDADE

“Em São Paulo, é normal [ouvir vaias]. É sempre muito complicado jogar em São Paulo”, disse o lateral, logo após o triunfo sobre a Bolívia. “Na Bahia, o axé é diferente. As pessoas sentem falta da seleção brasileira, dessa energia que a seleção leva por onde passa. Certeza de que lá vai ser mais animado do que aqui.” 

Já em Salvador, Alves procurou minimizar a crítica ao comportamento dos paulistanos, dizendo que se referia à distância da arquibancada para o gramado do Morumbi. 

PUBLICIDADE

De qualquer maneira, ele espera uma atitude diferente dos torcedores na Fonte Nova 

Tite não adotou a mesma linha, mas apontou que “o jogador sente, o treinador sente” a vaia. Para evitá-la, o técnico deverá finalmente contar com toda a formação titular que imaginou para a Copa América após o corte de Neymar por lesão no tornozelo. 

Arthur, que machucou o joelho direito no último amistoso preparatório e não pôde encarar a Bolívia, tem boas chances voltar ao time. 

O volante de 22 anos provavelmente recuperará o posto que ficou com Fernandinho, 34, na sua ausência e vai ajudar a formar o meio-campo dinâmico desenhado pelo comandante. 

Como ocorreu na estreia, a seleção deverá encontrar um adversário defensivo. 

BRASIL 

Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva, Felipe Luís; Casemiro, Arthur, Philippe Coutinho; Richarlison, David Neres e Roberto Firmino. T.: Tite 

VENEZUELA  

Faríñez; Rosales, ChancellorVillanueva e Hernández; Moreno, Ricón e Herrera. SavarinoRondón e Murillo. T.: Rafael Dudamel. 

Estádio: Arena Fonte Nova 

Horário: 21h30 

Árbitro: Julio Bascuñan (CHI) 

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This