PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SP lança concessão de Interlagos por 35 anos

O vencedor será o responsável pela reforma, gestão, manutenção e exploração econômica do complexo de 900 mil m²

A gestão Bruno Covas (PSDB) lançou nesta quarta-feira (6) o edital de concessão por 35 anos do autódromo de Interlagos. O vencedor será o responsável pela reforma, gestão, manutenção e exploração econômica do complexo de 900 mil m², onde hoje ocorre o Grande Prêmio de Fórmula 1. 

PUBLICIDADE

Lançada no fim do terceiro ano da atual administração, a medida é uma das principais propostas do pacote de desestatização proposto pelo ex-prefeito João Doria (PSDB). Inicialmente, a prefeitura queria vender o complexo. No entanto, decidiu conceder o equipamento e justificou a decisão como uma maneira de garantir a permanência da Fórmula 1 na capital. 

O lançamento da concessão ocorre em momento que há disputa entre São Paulo e Rio de Janeiro para sediar a corrida. “É mais um passo importante para que a gente possa garantir a continuidade do grande prêmio aqui na cidade de São Paulo”, disse o prefeito Bruno Covas, em vídeo gravado no hospital Sírio-Libanês, onde faz tratamento de câncer. 

PUBLICIDADE

Segundo o secretário de governo, Mauro Ricardo, a prefeitura terá preferência de uso do espaço de 80 dias, período no qual poderá ceder o autódromo para a realização da Fórmula 1 e outros eventos. A licitação ocorrerá na modalidade concorrência internacional. 

A ideia é finalizar a concessão até o mês de março de 2020. Como contrapartida, foi estabelecido o pagamento mínimo fixo de R$ 198 milhões e outorga variável de R$ 177 milhões. Somando economia de gastos, recolhimento de impostos e taxas, entre outros, a prefeitura estima em R$ 1 bilhão os benefícios econômicos da concessão. O vencedor na disputa será quem oferecer maior valor de outorga fixa.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This