sexta-feira, 24 maio 2024

Torcida fez falta, diz Brigatti sobre desempenho em casa

ELIAS AREDES | CAMPINAS
Os seis jogos disputados pela Ponte Preta como mandante com portões fechados resultaram no seu pior aproveitamento em relação as suas participações na Série B do Campeonato Brasileiro nesta década. Dos 18 pontos disputados contra Paysandu, Londrina, Atlético-GO, Oeste, Goiás e CSA, o time somou apenas 5 pontos, um aproveitamento de 27,77%.

O rendimento é inferior as suas outras participações na segundona nacional, em 2011 e 2014. Na primeira vez, sob o comando de Gilson Kleina, nos seis primeiros jogos, a Macaca ganhou do ASA (5 a 0), Icasa (4 a 1), Grêmio Barueri (2 a 0), Goiás (2 a 1) e Guarani (2 a 0) e colheu apenas um empate sem gols com o Vitória. O aproveitamento foi de 88,88%.

Três anos depois, o time estreou com igualdade por 1 a 1 com o Icasa e depois com o Luverdense (2 a 2) e teve ainda outro empate por 0 a 0. Em contrapartida, perdeu três, conquistando 66,7% dos pontos.

Segundo Brigatti, as arquibancadas vazias foram preponderantes para o rendimento decepcionante. “A torcida da Ponte Preta é sempre importante e fez uma falta absurda. Dentro da partida, o fator motivacional vem das arquibancadas, pressiona o adversário, aflora o ânimo dos atletas”, admitiu o técnico.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também