Uma vitória para voltar a sonhar

Ponte Preta chega aos 50 pontos e encara o duelo contra o Boa Esporte na terça como um divisor de águas

Com 50 pontos somados e revigorada após a chegada do técnico Gilson Kleina, a Ponte Preta decidiu encarar o jogo da próxima terça-feira, contra o Boa Esporte, como um divisor de águas. Uma nova vitória permitira que o sonho do acesso ficasse mais palpável para todos no estádio Moisés Lucarelli, algo admitido pelo próprio treinador em entrevista coletiva. Anteontem, a Macaca superou a equipe do São Bento por 2 a 1.

“Respeitamos quem vier aqui dentro, mas dentro dos nossos domínios temos que só pensar em vencer. Se conseguirmos fazer a vitória de terça-feira, com o Majestoso lotado, nós poderemos ficar a um ponto. É a grande esperança. Se isso acontecer a Ponte Preta entra no retrovisor”, disse o técnico pontepretano.

E o seu principal trunfo continua sendo o ambiente formado no dia a dia, em que a solidariedade e a busca de conjunto são requisitos fundamentais. “Pegamos um vestiário com baixa estima e falei a eles que não é assim que nós trabalhamos, disse que quero um vestiário forte, com comprometimento de todos, porque assim vamos conseguir reagir. Nós estamos muito felizes em fazer uma arrancada dessas e ainda estamos vivos na competição”, completou o técnico da Macaca.

A comissão técnica só alerta de que não é aceitável abaixar a guarda, pois o próximo adversário venceu no primeiro turno, ainda com Brigatti no comando e tem um histórico focado em atrapalhar.

“Lembro que em 2011 nós precisávamos vencer o Boa Esporte para subirmos e perdemos para eles em casa, daí tivemos que fazer o jogo da vida contra o ABC, e empatamos com o Náutico fora de casa”, arrematou Gilson Kleina.

Pin It on Pinterest

Share This