terça-feira, 18 junho 2024

Gama vai ampliar central de inteligência em Americana

A Gama (Guarda Municipal de Americana) vai ampliar a sua repartição responsável pelo atendimento de chamadas telefônicas, monitoramento de câmeras e alarmes e controle do envio de viaturas para ocorrências. 

O Centro de Operações Integradas – que na prática é o setor de inteligência da corporação – vai ser ampliado com recursos provenientes do Estado. Será uma repartição de 160 metros quadrados, equivalentes ao dobro do tamanho das dependências disponíveis hoje. 

O dinheiro liberado se trata de uma emenda parlamentar apresentada pelo presidente da Alesp  (Assembleia Legislativa de São Paulo), o deputado estadual  americanense Cauê Macris (PSDB). Além do espaço físico para os serviços, a corporação também vai usar os recursos para a compra de motos e equipamentos. No total, chegam R$ 500 mil. 

O comandante Marcos Guilherme explica que serão adquiridos seis novas motocicletas e seis kits para adaptação dos veículos (formados por sirene, sinalizadores, antena para cortar pipa, bagageiro, protetor de motor e pernas em aço). As rondas ganham agilidade: hoje a Gama não opera com motos. 

Além disso, informa Marcos Guilherme, serão comprados 305 cinturões táticos completos, compostos por coldre, espaço para algemas e cassetetes, e porta carregadores) e 33 kits com dispositivos elétricos incapacitantes. 

“São investimentos importantes e fundamentais para aprimorar o atendimento prestado pela Gama à população”, afirmou o comandante. 

EXCELÊNCIA 

A Gama, criada em 1964, conta atualmente com 370 funcionários. Deles, 316 são patrulheiros e trabalham diretamente com a população. 

Os destacamentos são formados por guardas operacionais, do Romu (Rondas Ostensivas Municipais), Patrulha Maria da Penha, agentes de trânsito, agentes de proteção ambiental e Anjos da Guarda (que fazem trabalho de educação e conscientização nas escolas). 

A construção do espaço físico para o COI é essencial para a implementação definitiva de um programa de segurança pública que já conta com o engajamento da sociedade civil. 

COMÉRCIO 

O comércio, por exemplo, investiu na instalação de câmeras de segurança. As imagens em tempo real, captadas por toda a cidade, servem para orientar as ações da guarda. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também