terça-feira, 27 fevereiro 2024
REFLEXÃO

A EXISTÊNCIA DE DEUS

Pastor presbiteriano
Por
Ailton Gonçalves Dias Filho
Foto: Divulgação

Tive a honra de ser convidado para participar de um debate sobre a existência de Deus. O debate, ou a reflexão, aconteceria após a apresentação da peça teatral “A última sessão de Freud”. Aliás, apresentação executada com excelência pelos atores Odilon Wagner e Cláudio Fontana. Parabéns a todos os envolvidos.


O debate, mesmo com a limitação própria da natureza humana, foi de uma riqueza ímpar. Reflexivo. Respeitoso e simples como tem que ser. A peça “A última sessão de Freud” trata de um encontro fictício entre Freud e C.S.Lewis, dois ícones do século XX. Um ateu e o outro ex-ateu. Todos os diálogos giravam então sobre a existência ou não de Deus.


A existência de Deus não pode ser provada. E isto não muda absolutamente nada sobre sua existência. Deus é. Contudo, o melhor argumento sobre a existência de Deus é o amor. Quando amo meu próximo eu estou provando que Deus existe. Não há como provar que Deus existe fora da prática do amor. A melhor definição do ser de Deus nos foi dada pelo apóstolo João que escreveu: “Deus é amor”. Sua lógica é simples, escreve ele: “Se alguém disser: Amo a Deus e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê”. Quer provar que Deus existe? Ame! Quer um argumento inquestionável sobre a existência de Deus? Ame! O amor é a melhor maneira de mostrar a existência divina.


Afirmei no debate que conheci alguns ateus na teoria que eram autênticos cristãos, ou crentes, na prática. E, também conheci muitos crentes na teoria que eram autênticos ateus na prática. Triste realidade. O ateísmo crescente no mundo hoje pode ser resultado da ausência do amor na vida de muitos.


Toda a Lei de Deus para os homens resume-se no amor que devemos ter para com Ele e no amor que devemos praticar com o nosso próximo. Lei sintética e ampliada ao mesmo tempo. Deus existe. Eu falo com Ele todos os dias. Ele me responde sorridente dizendo: “Ame, filho! Eu existo no amor! Deus é amor! Amemos uns aos outros!
É isso!

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também