quinta-feira, 18 abril 2024

Faltou água e bom senso

Americana vive uma crise hídrica. Nesta semana, por exemplo, a cidade ficou por mais de dois dias sem água devido a reparos e ajustes na captação do recurso em nova interligação do Rio Piracicaba. À população, inicialmente, informaram que seria apenas um dia, mas é claro que se arrastou por um tempo maior. Não podemos nos esquecer também que esse é um problema antigo e recorrente. Por diversos dias, a cidade toda tem enfrentado escassez de água por horas. 

Se não bastasse, justamente nesse momento enfrentamos uma onda de calor que tem registrado recordes em suas máximas. Pensando nisso, será que não faltou planejamento aos gestores que coordenam estas obras? Recursos tenho a convicção que não, já que os impostos continuam a ser cobrados, e assim, pagos em dia. 

Qualquer pessoa normal sabe que o consumo de água é bem menor no inverno. Por que não se planejaram pra realizar no período? Nosso prefeito, o excelentíssimo Omar Najar, sempre se orgulhou em dizer ser um gestor e não um político, mas onde estão as soluções cabíveis ao cargo num caso como este? Sem dúvidas, ele não sentiu os efeitos da escassez de água em sua casa nesses dias tão quentes. E tenham a certeza que, se faltasse, um caminhão-pipa seria contratado rapidinho para reabastecê-la. 

No fim das contas, quem paga sempre é o pobre. Quem não tem reserva de água abundante em casa e nem ar-condicionado para lidar com a temperatura. Muitos, inclusive, recorrem a casa de familiares e amigos em outras cidades da região para não faltarem com a higiene. Mas pouco importa para Omar. Para quê gerir tão efetivamente a cidade, buscando soluções conclusivas, se ele está em seu último ano de mandato? Reeleger-se não irá mesmo (e nem poderia). Aliás, acho importante deixar claro que, durante estes oito anos de mandato, ele agiu com Americana como um “bom gestor” realmente age. Cortes mil e a precarização de serviços básicos como saúde e transporte. Nesse ponto, ele se superou e merece os parabéns. 

Tenho convicção total de que um gestor, líder de verdade, precisa de muito estudo, e isso sem interrupções ao longo da vida. Precisa se manter atualizado às novas tecnologias e ao avanço da sociedade como um todo. Esta é uma requisição básica e que deveria ser cumprida por pessoas que se comprometem a ocupar cargos tão importantes. Cortes e “ajustes financeiros” nem sempre são boas soluções. É preciso pesar e também buscar por outros recursos para manter uma cidade, deixando-a operar com dignidade. 

Agora, o que não pode ocorrer é o cidadão de bem e que paga seus devidos impostos, chegar em casa após um dia exaustivo de trabalho e não poder se dar ao luxo de um banho refrescante. Seria cômico se não fosse verdade. 

Infelizmente, essa é a realidade de muitos brasileiros. Reportagens sobre isso é o que não faltam diariamente nos veículos de comunicação. Por isso, fiquem atentos aos candidatos nas eleições municipais. A votação ocorre no próximo mês e é preciso estar a par do currículo destes cidadãos. Afinal, o mau voto ocasiona em resultados desastrosos como estes aqui citados. Deixe o conservacionismo de lado, neste momento, e vamos buscar por elegíveis que estejam dispostos a fazer algo pelo povo e que possuam histórico relevante. 

 
Escrito por: Marcos Barbosa | Jornalista e apresentador

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também