sábado, 15 junho 2024

O futuro começa a ser planejado na infância

 Por Vinícius Libório

Pais, avós, padrinhos ou tios têm dificuldade em escolher um presente que a criança ainda não tenha ou que realmente irá marcá-la ao longo da vida. Dar a ela um plano de previdência é uma forma de viabilizar, desde já, um sonho futuro ou uma realização educacional, e criar uma recordação de alguém especial e que fez a diferença em sua trajetória. 

A previdência deve ser um dos principais elementos que compõem um planejamento financeiro eficiente para a criança, com foco no longo prazo, permitindo que ela faça um bom curso, um intercâmbio ou mesmo garantindo que possa empreender e fazer diferença para a sociedade com um projeto inovador.

Quanto mais cedo for contratado o plano de previdência privada, maior será a reserva disponível no futuro, e com o menor esforço possível, uma vez que as aplicações serão diluídas ao longo do tempo. 

Uma simulação realizada pela Zurich Santander, seguradora parceira do Banco no desenvolvimento de produtos, considerando uma taxa de juros de 3% ao ano em 18 anos, mostra que, com uma contribuição mensal de R$ 35, é possível juntar um montante de R$ 10 mil. Já com R$ 210, neste mesmo período e com a mesma taxa, o patrimônio arrecadado pode chegar a R$ 60 mil. Os valores não consideram os descontos do Imposto de Renda (IR).  

Em campanha recente do Santander, que vai até o dia 14 de outubro, é possível até ter uma aplicação mínima inicial no valor de R$ 1 nos planos de previdência voltados a crianças e adolescentes, que pode ser feita por qualquer interessado em cuidar do futuro de um menor de idade, escolhendo o valor da contribuição mensal de acordo com o seu orçamento e objetivo.

Tem crescido a contratação de apólices para crianças pelas mulheres, conforme mostra levantamento da seguradora. Atualmente, 47% das pessoas que contratam as apólices são mulheres e esse número cresceu um ponto percentual no último ano, evidenciando a preocupação do público feminino com o futuro das crianças.

Em relação à tributação, 45% estão na tabela regressiva do IR, o que demonstra o foco de parte dos clientes com a manutenção da reserva no longo prazo, já que nessa opção de tabela a alíquota vai diminuindo, chegando a um patamar de 10% após 10 anos investidos.

A previdência pode contar ainda com um seguro opcional (pecúlio) para a criança beneficiada em caso de imprevistos, focado na garantia de assistências como professor particular na residência, transporte para aulas, custeio médico e hospitalar e ambulância. As opções de contratação são a partir de R$ 10, disponíveis com gerente ou assessor de investimentos.

A previdência privada infantil, portanto, é uma modalidade de investimento que permite liberdade aos seus titulares na escolha do rendimento do benefício. Quando seu filho chegar aos 18 ou aos 21 anos, poderá escolher entre resgatar para realizar um sonho ou seguir aplicando até quando achar necessário. Por isso, pesquise as alternativas de previdência privada infantil, faça simulações, busque informações seguras e escolha instituições confiáveis para te auxiliar nesse tipo de projeto futuro

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também