Sexta, 28 Janeiro 2022

Acusado de assassinar a ex em Sumaré é preso

Acusado de assassinar a ex em Sumaré é preso

Marcos Galdino, de 46 anos, que estrangulou controladora de estoque no sábado, teve seu celular rastreado e foi encontrado no Jardim Amanda, em Hortolândia, supostamente prestes a tentar suicídio

Foi preso no fim da manhã desta quarta-feira (24) o ex-marido que matou a controladora de acesso Cassia Aparecida da Silva, de 34 anos, na madrugada do último sábado (20), em Sumaré. Ele foi denunciado pela própria irmã da vítima, que rastreou o número do celular do acusado, o localizou em uma área próxima da lagoa do Jardim Amanda, em Hortolândia, e chamou a polícia.

Um vídeo postado nas redes sociais mostra o momento em que a irmã da vítima presencia a prisão do assassino de Cássia Silva, morta com sinais de estrangulamento e que teve o corpo abandonado na calçada. A vítima tinha obtido uma medida protetiva contra o assassino, concedida pela Justiça no dia 14 de novembro, seis dias antes do crime.

De acordo com a 4ª Companhia do 48º BPM-I (Batalhão da Polícia Militar do Interior), uma equipe foi acionada pela irmã da vítima, que monitorava Marcos Antônio Galdino, de 46 anos, após um telefonema dele para a cunhada, dizendo que se mataria.

A irmã disse aos policiais que Marcos iria se matar e que estava em uma lagoa. Ela então rastreou o número do celular no site da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), que informou a localização do aparelho do ex-cunhado. Ao chegar ao local e notar que ele estava nas imediações da lagoa do bairro Jardim Amanda, ela acionou a Polícia Militar, que rapidamente chegou e prendeu o assassino.

Ao se aproximar de Marcos Galdino, os policiais notaram que ele estava perdendo a consciência e fora de si, que já havia vomitado e chegou a informar que ingeriu cerca de dois litros de gasolina pura, quando se preparava para entrar na lagoa.
Rapidamente, o homem foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento do bairro, que fica a cerca de 600 metros do local de onde foi preso.

Ele foi internado para procedimentos de limpeza estomacal, sob escolta policial. Após receber alta, será levado para a Delegacia de Defesa da Mulher de Sumaré, onde deve prestar depoimento.

A Polícia Civil havia expedido um mandado de prisão contra o acusado, que deve ser encaminhado para uma unidade prisional da região, onde vai aguardar o julgamento.

Ele estava próximo a uma lagoa da cidade e foi reconhecido por populares (Foto:  Divulgação)
 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 28 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/