sexta-feira, 14 junho 2024
POLÍCIA

Com carnes expostas ao sol, moscas e baratas, Polícia apreende mais de 4 toneladas de carne estragada.

Dono de fábrica diz que carnes seriam para produção de charque. Ele foi preso em flagrante
Por
Ana Flávia Defavari

Durante a vistoria da Delegacia de Investigações sobre Infrações contra o Meio Ambiente (DIICMA) em Carapicuíba, na Grande São Paulo, nesta segunda-feira(2) foram apreendidas mais de 4 toneladas de carne estragada, segundo as autoridades o material que seria usado para a produção de charque estava ao ar livre no sol, exposto a moscas e baratas e sem proteção contra aves e insetos.

Também foi apreendido 230 caixas de produtos vencidos na câmara fria da fábrica, que trabalha com o beneficiamento de carnes para revenda, junto das carnes estragadas também foram encontrados produtos para matar insetos.

A ação da Polícia Civil contou com a participação da Vigilância Sanitária e do SIF (Serviço de Inspeção Federal do Ministério da Agricultura).

O dono da fábrica, que fica no bairro Jardim Marilu, foi preso em flagrante e levado à DIICMA de Carapicuíba. Preso por crime de relações de consumo, a infração prevê de dois a cinco anos de prisão caso condenado.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também