terça-feira, 20 fevereiro 2024

Criança de 12 anos que engravidou após ser estuprada pelo próprio pai entrega bebê para adoção

 O estuprador também é acusado de ter matado a mãe da menor a pauladas

Foto: Divulgação

Uma criança que foi estuprada pelo próprio pai e engravidou aos 12 anos de idade, entregou o bebê para adoção, em São Carlos, quatro meses após passar por gestação de risco. O criminoso também é acusado de matar a mãe da menina a pauladas e continua foragido.

O caso fez parte de uma série de reportagens da EPTV sobre violência sexual infantil, onde a criança relatou não saber dizer quantas vezes foi abusada. “Ah, muitas vezes, eu não sei quantas, mas foram muitas. Tinha uma vez que ele abusou de mim à noite toda. Aí abusou de mim durante à noite até no outro dia de manhã”, contou à emissora.

A menina foi resgatada dos estupros do pai por uma amiga da família, quando ela já estava com quatro meses de gestação. O bebê foi entregue para adoção por decisão da vítima.
Segundo informações da Polícia Civil de Goiânia, local onde aconteceu o caso, o criminoso foi indiciado por estupro de vulnerável, cárcere privado e abandono intelectual. A polícia decretou mandado de prisão, mas ele não foi preso e é considerado foragido.
Abusadores dentro de casa

Os dados da Segurança Pública comprovam que a maior parte dos casos de estupro contra crianças e adolescentes são causados por familiares ou conhecidos das vítimas. De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2022, 82,5% dos casos mapeados são do convívio da vítima, sendo que 40,8% pais ou padrastos, 37,2% irmãos, primos ou outro parente e 8,7% avós.

Ainda conforme o estudo, mais de quatro meninas com menos de 13 anos de idade são estupradas por hora no Brasil. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também