sábado, 20 julho 2024

Homem é preso após agredir e manter mulher em cárcere privado em Piracicaba

Ele vai responder por tentativa de feminicídio, violência doméstica, tortura, sequestro e cárcere privado; estado de saúde da vítima é grave 

Um homem foi preso em Piracicaba após agredir e manter a companheira em cárcere privado. O caso aconteceu na tarde dessa quarta-feira (08). O criminoso vai responder por tentativa de feminicídio, violência doméstica, tortura, sequestro e cárcere privado. Vítima está em estado grave.

A Guarda Civil Municipal foi acionada após terem escutado a mulher pedir socorro, em uma chácara no bairro Dini, no distrito de Artemis. No local, equipes do patrulhamento urbano e da Patrulha Rural encontraram a vítima e ligaram para o socorro.

O homem tentou fugir pelos fundos da chácara, através de uma mata. Após perceber que não havia possibilidade de fuga, ele se entregou e confessou os crimes. Segundo ele, as agressões ocorreram por ciúmes.

A vítima foi levada para uma Unidade de Pronto Atendimento e relatou à uma equipe da Patrulha Maria da Penha que estava sofrendo as violências desde a última quinta-feira.

“Ela relatou que apanhava com pedaço de pau, levava socos, apanhava com cinto e o ambiente é bem bagunçado, sujo. Não havia alimentação adequada e a gente não sabe qual é a condição nutricional dessa mulher”, afirmou o guarda civil Fernando Bertin, em entrevista ao g1.

De acordo com a corporação, uma outra mulher também possuía medida protetiva contra o rapaz.

Conforme relato médico à Polícia Civil, a vítima tem hemorragia cerebral e está com o lado esquerdo do corpo paralisado, o estado é grave. Além disso, ela possui marcas de soco, chute, queimada de cigarro, agressões com fio e cinta. Algumas marcas são antigas. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também