terça-feira, 18 junho 2024

Jovem morre após ter sido resgatada de cárcere privado, em Piracicaba

 Vítima teve câncer descoberto depois do crime; causa da morte ainda é investigada

A jovem Natalia Cristina Rodrigues da Silva, resgatada no dia 8 de março, em Piracicaba, após ser mantida em cárcere privado, teve sua morte confirmada pela Guarda Civil Municipal, nesta terça-feira (4). A vítima foi submetida por seu companheiro à diversas agressões e teve câncer descoberto depois do crime, mas causa da morte ainda é apurada.

Após ser encontrada com hematomas, queimaduras de cigarro, marcas pelo corpo, confusão mental, lado esquerdo do corpo paralisado e hemorragia cerebral, Natalia foi internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do HFCP (Hospital dos Fornecedores de Cana de Piracicaba).

Enquanto realizava uma cirurgia, foi descoberto um câncer em estágio 4. A vítima teve alta no último sábado (01), mas não resistiu.

“Não tenho condições de afirmar qual a causa da morte. Natalia era uma paciente com câncer em estágio 4, que teve sua condição de saúde muito deteriorada em razão das agressões que sofreu. Todo seu prontuário médico será encaminhado ao IML [Instituto Médico Legal]. Sem a análise do médico legista, não podemos afirmar nada”, afirmou a delegada adjunta da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), Olívia dos Santos Fonseca, em entrevista ao g1.

O companheiro dela, de 26 anos, foi indiciado por tentativa de feminicídio, violência doméstica, tortura, sequestro e cárcere privado. No momento, ele está em prisão preventiva, após ter admitido agressões.

Saiba mais acessando este LINK

Foto: Heitor Moreira/EPTV

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também