quarta-feira, 24 abril 2024

Mecânico é preso por porte ilegal de arma e flagrante gera confusão em Santa Bárbara

Clientes de lanchonete do bairro Dona Regina foram para cima dos guardas a fim de libertar acusado; patrulheiros precisaram atirar para dispersar grupo  

Equipe da Guarda Civil recebeu informações de que em uma lanchonete localizada na Avenida São Paulo, havia dois homens portando armas (Foto: Rafael Rezende/ TodoDia Imagem)

Guardas municipais prenderam na madrugada desta segunda-feira (4) um mecânico acusado de porte ilegal de arma. O caso aconteceu em uma lanchonete no bairro Dona Regina, em Santa Bárbara d’ Oeste. O revólver estava carregado e com numeração raspada. Populares chegaram a ir para o enfrentamento com guardas no intuito de libertar o mecânico. A corporação precisou atirar com armamento não letal a fim de dispersar o grupo.

Segundo boletim de ocorrência, uma equipe da Guarda Civil recebeu informações de que em uma lanchonete localizada na Avenida São Paulo, havia dois homens portando armas. Ao chegar ao estabelecimento, os guardas visualizaram a dupla suspeita e realizaram a abordagem.

Durante revista pessoal, os patrulheiros encontraram um mecânico de 30 anos com um revólver da marca Taurus calibre 38, com três cartuchos e a numeração raspada. Já o segundo indivíduo, ao ver a aproximação da equipe policial, correu e se escondeu em uma mata. Ele conseguiu fugir.

Questionado, o mecânico relatou que após sofrer agressões decidiu ter a arma para se defender. Durante o atendimento da ocorrência, frequentadores da lanchonete investiram contra as equipes da guarda em uma tentativa de resgatar o mecânico. Os patrulheiros precisaram efetuar disparos de arma não letal para dispersar um grupo composto por quatro homens e uma mulher não identificado.

O homem foi encaminhado para o plantão policial da cidade, onde acabou autuado em flagrante por porte ilegal de arma, permanecendo preso à disposição da Justiça. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também