sábado, 25 maio 2024
FALSIDADE IDEOLÓGICA

MP denuncia falsa veterinária presa por maus-tratos a animais em Limeira

Ela e o marido estão presos e foram condenados a 9 anos de prisão em regime fechado
Por
Henrique Fernandes
Vídeo: Frame de Vídeo / Divulgação

O Poder Judiciário aceitou uma denúncia do MP-SP (Ministério Público de São Paulo) contra uma mulher que atuou indevidamente como médica veterinária em Limeira. Ela foi presa em flagrante no mês de abril do ano passado por maus-tratos a animais e condenada a 9 anos de prisão em regime fechado.

A falsa veterinária mantinha 134 cachorros, a maioria da raça spitz alemão, em situação de extrema sujeira, vacinas com data de validade expirada e de procedência ignorada. O marido dela também está preso e recebeu a mesma condenação.

Ela agora responderá pelo crime de falsidade ideológica e por exercício irregular de profissão, de acordo com a Lei das Contravenções Penais. A denúncia formulada pela promotora Raissa Domingos e aceita no dia 1º de novembro.

Segundo Raissa, apesar de não ter formação na área, a mulher assinou cartões de vacina no espaço indicado para identificação do profissional responsável. O Conselho Regional de Medicina Veterinária estabelece que somente médicos veterinários podem atestar a vacinação de animais.

Foto: Reprodução / Frame de Vídeo / Divulgação
Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também