sábado, 15 junho 2024

Policiais Militares youtubers são alvos de apuração

Sem autorização, um grupo de policias do Ceará mostram em suas redes sociais a rotina das equipes de rua, com rondas, abordagens a suspeitos e até prisões

vídeos mostram operações da corporação (Foto: Captura de Vídeo)

Um grupo de policiais militares do Ceará virou alvo de uma apuração aberta pela Secretaria de Segurança Pública do estado por criar perfis em uma rede social e divulgar vídeos que mostram operações da corporação.

Dois perfis foram encontrados pela reportagem e acumulam mais de 40 mil seguidores. As postagens mostram a rotina das equipes de rua, com rondas, abordagens a suspeitos e até prisões, a partir de imagens das câmeras instaladas nas fardas dos agentes. Eles não tiveram as identidades divulgadas e ainda estão em apuração quem são os responsáveis pelos perfis.

Segundo a advogada Audrey Carvalho, especialista em direito digital, os profissionais ferem o Código Disciplinar de Conduta da PM, por usarem as imagens sem autorização e ganharem dinheiro com as publicações, que ultrapassam 130 mil visualizações. Eles recebem em dólar pelo engajamento dos vídeos, feitos com equipamento público.

Em nota, a SSPDS (Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social) do Ceará informou apenas que, com a Polícia Militar, abriu investigação e que “estão sendo adotadas providências para apurar os fatos”.

A secretaria explicou que o inquérito tem como base a Lei nº 13.407/03, que institui o Código Disciplinar da Polícia Militar do Ceará e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará e dispõe sobre o comportamento ético dos militares estaduais. Não foram detalhadas as possíveis punições se constatadas as irregularidades.

A reportagem também procurou a CGD (Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário), que disse ter adotado todas as providências administrativas acerca dos fatos.

O youtuber recebe algo em torno US$ 4,5 (cerca de R$ 22) a cada mil visualizações, desde que o youtuber respeite as diretrizes de conteúdo e um número mínimo de mil inscritos. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também