PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Você está se programando para conhecer o Chile?

Então aproveite para esticar o passeio até Cajón del Maipo, um povoado indígena cercado pelas Cordilheiras dos Andes

Cajón del Maipo, um povoado indígena cercado pelas Cordilheiras dos Andes e com uma paisagem a cada época do ano. Maravilhoso!!!

PUBLICIDADE

Cajón Del Maipo e sua mais famosa paisagem – o Embalse El Yeso – está a 110 km do centro da capital.

Confesso que não estava muito empolgada com o passeio quando a minha agência SmartTour ( especializada em roteiros para brasileiros ) sugeriu, achei que seria algo muito trekking, mas tive uma enorme e boníssima surpresa!

PUBLICIDADE

Cajón del Maipo é um passeio para quem gosta de conhecer lugares diferentões.  É um lugar para se conectar com a natureza, sem estrutura e com um caminho extremamente inóspito.

Por isso, antes de decidir pelo passeio, veja se esse tipo de aventura faz o seu gênero.

PUBLICIDADE

As temperaturas são altíssimas e o clima bem seco, então proteja-se.

 

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest

 

O que fazer em Cajón del Maipo

Eu fiz um bate volta no mesmo dia. Fomos de carro, saindo da Capital e passamos por caminhos lindos até finalmente chegar a está imensidão verde esmeralda de aguas puras e geladas, como fui em fevereiro, a neve só estava no cume das Cordilheiras.

Embalse El Yeso é uma represa a 2.500 metros sobre o nível do mar.

Se você estiver pensando “Como assim Embalse el Yeso foi construído?” Parece obra da natureza, neve derretidas das cordilheiras, mas não. Embalse El Yeso é uma represa de água que abastece Santiago e região, e demorou dez anos para ser construído.

Além das represas, ainda podemos conhecer várias nascentes e uma cachoeira que certamente é a mais bonita e gelada que conheci, a temperatura estava em uns 4 graus na agua, mas mesmo assim eu não poderia deixar de entrar e me sentir abençoada né ! Nossa, me emocionei aqui só de lembrar.

A SmartTour ainda fechou o passeio com um piquenique as margens da represa, com direito a vinhos, queijos e petiscos com vista para as Cordilheiras.

O Monumento Natural El Morado é o local mais procurado para trekking em Cajón del Maipo. A trilha tem como ponto alto a vista para a geleira San Francisco. É um trekking exigente, com trechos íngremes e duração média de 5 horas.

Na mesma pegada, o trekking à geleira El Morado é menos conhecido, mas inclui paisagens igualmente impressionantes, e tem duração total de 6 horas.

Também há tours que fazem uma dobradinha com as piscinas termais dos Baños Colina, este eu não fiz.

Baños Colina

São 6 piscinas termais, com temperaturas que variam entre 25 e 55 graus. Não ache que terá algum luxo por lá, o lugar, como tudo por lá, é bem roots e com uma infraestrutura bem modesta. Recomendo que já vá com roupa de banho, para não precisar trocar ao chegar lá.

Quando ir

Eu fui em fevereiro, mas as melhor época começa em novembro e vai ate abril, fora da temporada de neve, quando as estradas estão em melhores condições. Quando há neve no caminho alguns trechos podem ficar perigosos ou até intransitáveis. Além disso, fica mais fácil de caminhar nos passeios sem a necessidade de calçados de neve, especialmente nos trekkings.

No inverno só há a opção de ir a Embalse el Yeso, já que a temperatura fria não permite o banho nas piscinas termais. Além disso, é preciso ir com muita roupa de frio e a estrada pode estar um pouco mais perigosa por causa da possibilidade de neve.

Mas em compensação, você vai ver as cordilheiras cheias de neve e o cenário é de tirar o fôlego. Eu digo isso só por ter visto fotos, agora imagina pessoalmente?

Com agência ou por conta própria?

Eu sou do tipo que odeia estes passeios em grupo, e também não me empolgo com estes roteiros tradicionais, então sempre acabo fazendo tudo por conta, mas este passeio em especifico eu não aconselho. O caminho é bem perigoso, não se arrisque.

Além disso, na maior parte do trajeto não há sinal de telefone ou internet, então em qualquer emergência pode ser complicado se comunicar ou pedir ajuda. Por fim, é um passeio de um dia inteiro e um tanto quanto cansativo. Tem que sair cedo e voltar para Santiago só no finzinho do dia para aproveitar tudo com calma. Por isso, não acho que valha a pena gastar suas energias dirigindo.

O nosso guia também fotografo, Matheus, um carioca gente boníssima, ia nos contando as histórias e várias curiosidades de todos os lugares que parávamos ou que passávamos pelo caminho. Já falei aqui, eu sou amarradona em história.

O que levar para o passeio

. roupa de banho

. toalha

. chapéu

. protetor solar

. hidratante labial

. óculos escuros

. água, muita água

. snacks porque não vai rolar almoço pelo caminho

. Vá de tênis, mas é bom levar um chinelo

Se for no verão, um casaquinho para usar de manhã é bem importante, mas no resto do dia é bom estar com roupas leves e bem confortáveis. No inverno ou em épocas frias, vá muito bem agasalhado, pois você vai estar em um local frio, alto e que venta muito.

No meu Instagram @mili.anjos tem várias fotos e nos destaques vários videos, vai espiar!

Seja o Seu melhor

Beijos Mili Anjos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This