terça-feira, 25 junho 2024
TRANSPLANTE

Além do Faustão, 386 pessoas aguardam na fila para receber coração transplantado

Apresentador precisou "entrar na fila de transplante" do SUS, após ir parar no hospital com quadro de insuficiência cardíaca
Por
Isabela Braz

O Hospital Albert Einstein divulgou neste último domingo (20), o boletim médico que mostra o agravamento do estado de saúde do apresentador Fausto Silva, o Faustão, que desde o dia 5 de agosto está internado, com quadro de insuficiência cardíaca.

O apresentador, que se encontra no momento sob cuidados intensivos, passando por diálise e necessitando de medicamentos para ajudar na força de bombeamento do coração, recebeu a indicação de um transplante cardíaco e passa a integrar a fila de transplantes de órgão regida pelo SUS (Sistema Único de Saúde) por um novo coração.

De acordo com o levantamento realizado pelo Sistema Nacional de Transplantes (SNT) do Ministério da Saúde, até o dia 16 de agosto, 386 pessoas aguardavam na fila por um transplante cardíaco.

Desses números, 65% dos pacientes aguardando por um novo coração são homens. Quando observada a idade, em ambos os gêneros, a maioria dos casos encontra-se entre 50 a 64 anos – 108 em homens, 47 anos em mulheres.

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo informou sobre as prioridades levadas em relação a fila de esperas. “A Secretária de Estado da Saúde de São Paulo, leva em consideração, para definição da priorização, o tempo de espera, a tipagem sanguínea e a gravidade do caso”.

Fila de espera
Segundo os dados do Ministério da Saúde, 65.911 pessoas esperam pelo transplante de algum órgão – rim, córnea, fígado, pâncreas, rim, coração, pulmão, pâncreas e multivisceral.

O estado de São Paulo se encontra no topo da lista, com 23.671 pacientes esperando por algum transplante de órgão.

No país, a maioria dos pacientes – total de 36.960 pessoas – esperam por um transplante de rim. Seguindo de 25.686 que esperam pelo transplante de córnea e 2.253 por o de fígado.

A fila mais curta é o de transplante multivisceral – quando todo o sistema digestivo do paciente precisa ser trocado, incluindo o estômago, pâncreas, duodeno, intestino delgado, parte do intestino grosso, fígado com ou sem cólon e baço.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também