terça-feira, 27 fevereiro 2024

Apontado como operador da rachadinha, Queiroz participa de ato no Rio

Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, foi tietado na manifestação  

Fabrício Queiroz postou foto quando se encaminhava para a manifestação pró-Bolsonaro – Reprodução/Redes sociais

O ex-policial militar Fabrício Queiroz participou nesta terça-feira (7) da manifestação a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizada no Rio de Janeiro. Ele é ex-assessor e ex-motorista do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e apontado como operador da rachadinha quando o filho do presidente era deputado estadual no Rio.

Queiroz postou em suas redes sociais foto mostrando que estava indo para o ato público na Praia de Copacabana. Depois, a TV Globo divulgou imagens do ex-assessor no ato, onde até foi tietado por apoiadores do presidente.

Com uma camiseta verde amarela, ele também abraçou e tirou foto com o deputado federal Otoni de Paula (PSL-RJ), apoiador do presidente e alvo de investigação no STF (Supremo Tribunal Federal) por incentivar atos violentos contra a democracia.

Queiroz foi tietado por apoiadores de Bolsonaro – Reprodução/TV Globo

Manifestações

Manifestantes favoráveis ao presidente Jair Bolsonaro se reuniram na manhã de hoje na orla de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, desde pouco antes das 10h. Também nesta manhã, um grupo contrário ao presidente participou, no Centro, do 27º Grito dos Excluídos, manifestação que ocorre sempre no feriado do 7 de Setembro.

No Centro, os cartazes do protesto que começou na Rua Uruguaiana pediam a saída de Bolsonaro da Presidência e traziam as pautas do Grito dos Excluídos. Neste ano, o movimento tem como tema “Vida em Primeiro Lugar”, destacando o desemprego, os impactos da pandemia de covid-19 e a defesa do Sistema Único de Saúde.

Entre os manifestantes, havia bandeiras de centrais sindicais, movimentos sociais e estudantis. O protesto seguiu pelas avenidas Presidente Vargas e Rio Branco, em direção à Praça Mauá.

No ato na zona sul do Rio de Janeiro, os manifestantes a favor do presidente usavam camisas verde-amarelas, portavam bandeiras do Brasil e exibiam cartazes, em português e inglês, em apoio a Bolsonaro e em defesa do voto impresso, além de mensagens contra STF.

O protesto contou com carros de som, começou na altura do Posto 5 da Praia de Copacabana e fechou as duas pistas da Avenida Atlântica. A manifestação no bairro contou ainda com um comboio de motociclistas, que percorreu bairros das zonas oeste e sul do Rio.

*Com informações da Agência Brasil

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também