sábado, 20 julho 2024

Autoridades chilenas investigam surgimento de nuvem roxa sobre cidade no país

Suspeita é de vazamento de vapor de iodo em fábrica no Norte do Chile; ingestão da substância pode levar à morte 

Até o momento, não há registro de pessoas que passaram mal ou foram hospitalizadas (Foto: Divulgação)

Autoridades chilenas investigam o surgimento de uma nuvem roxa sobre a Companhia Salitre e Iodo (Cosayach), localizada na região de Tarapacá. A suspeita é de que houve um vazamento de vapor de iodo, por uma falha de bomba do rotor.

Equipes técnicas e de saúde foram enviadas ao local, situado a 1.470 km de Santiago, para verificar o ocorrido. Até o momento, não há registro de pessoas que passaram mal ou foram hospitalizadas por terem aspirado o vapor. 

Em entrevista à imprensa chilena, o diretor regional da Oficina Nacional de Emergência, Álvaro Hormazábal, afirmou que está em contato com a Superintendência do Meio Ambiente para avaliar o ajuizamento de uma denúncia por descumprimento de normas e os compromissos ambientais assumidos pela empresa.

O superintendente do Meio Ambiente, Emanuel Ibarra, disse ao Infobae que a nuvem roxa está ligada à Cosayach, e que a empresa não reportou o ocorrido. Uma sala de emergência foi criada para tratar a respeito do incidente.

A ingestão de vapor de iodo pode causar queimaduras severas na boca, garganta e estômago, dor abdominal, diarréia, febre, vômito e estado de choque. Em grande quantidade pode levar inclusive à morte.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também