quinta-feira, 25 julho 2024

Blogueira morre com amiga em acidente após comemorar aniversário no Paraná

Pamela Sitnek, de 19 anos, não conhecia motorista do carro, segundo os pais dela. A jovem e a amiga, Gabrielly Sobota, morreram após veículo capotar e bater em árvores

Pamela Sitnek, de 19 anos, morreu em um acidente na BR-476 em Contenda (Foto: Arquivo pessoal)

O pai da blogueira Pamela Sitnek, de 19 anos, que morreu em um acidente na BR-476 em Contenda, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), disse que a filha não conhecia o motorista do carro em que ela e a amiga estavam.

A jovem e a amiga, Gabrielly Sobota, de 22 anos, morreram depois de o veículo sair da estrada, capotar várias vezes e bater em duas árvores, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Pamela comemorava o aniversário antes do acidente. Segundo o pai, o metalúrgico Fabrício Guarnieri, a jovem nunca havia comentado sobre o motorista.

“Não sei de onde apareceu esse rapaz. Ela pegou uma carona bandida, que não deveria ter entrado no carro. Quantas vezes eu falei para ela não entrar em carro de estranho: ‘Liga para o pai’. Várias vezes eu fui buscar ela em festa. Não sei o que deu na cabeça delas, que entraram nesse bendito carro”, disse.


A Polícia Civil abriu um inquérito no sábado (20) para investigar o que provocou o acidente. O motorista do carro onde as duas estavam tem 26 anos. O nome dele não foi divulgado. Ele teve ferimentos leves e foi levado para o Hospital do Rocio, em Campo Largo.


Segundo a polícia, o motorista não fez o teste do bafômetro por estar ferido. Ele ainda não prestou depoimento.

De acordo com a PRF, testemunhas contaram que os jovens tinham saído de uma tabacaria onde teriam consumido bebidas alcoólicas, na sexta-feira (19).


Por volta das 21h, o pai disse que ligou para a filha e pediu que ela voltasse para casa, porque a família iria viajar no sábado para comemorar o aniversário dela. Pamela concordou e disse que estava voltando, segundo ele.

“Quando foi lá pelas 22h20, dois rapazes foram lá em casa e avisaram que ela tinha se acidentado. Quando cheguei lá, me deparei com aquela cena horrível. O carro grudado na árvore, perguntei para o pessoal ‘cadê a Pâmela?’, e apontaram para mim ‘está lá naquele barranco’. Quando eu corri lá, avistei os dois corpos, da Gabi e da Pâmela, juntos”, contou.

Carro onde os três jovens estavam ficou destruído (Foto: RPC Curitiba)

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também