sexta-feira, 24 maio 2024

Centrais sindicais e partidos convocam para protestos contra Bolsonaro neste sábado

Em nota divulgada nesta quarta (21), as entidades afirmam que a ação do governo federal no combate à epidemia da Covid-19 tem sido “marcada de maneira criminosa pela irresponsabilidade e o descaso com a defesa da vida no nosso povo” 

Protestos | As entidades defendem o auxílio emergencial de R$ 600 e vacina contra a Covid-19 para todos ( Foto: Divulgação/ Fotos Públicas)

Centrais sindicais e partidos convocaram a população para aderir aos protestos contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) marcados para este sábado (24).

Em nota divulgada nesta quarta (21), as entidades afirmam que a ação do governo federal no combate à epidemia da Covid-19 tem sido “marcada de maneira criminosa pela irresponsabilidade e o descaso com a defesa da vida no nosso povo”.

O texto é assinado por entidades como a UNE (União Nacional dos Estudantes), a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e a Central de Sindicatos Brasileiros, além de partidos como Cidadania, PSDB, Rede Sustentabilidade, PSB e PDT.

As entidades defendem o auxílio emergencial de R$ 600 e vacina contra a Covid-19 para todos. Segundo os organizadores, intergrantes do MDB também participarão. A ideia da iniciativa surgiu como tentativa de ampliar o caráter das manifestações para além do campo da esquerda, atraindo ouras vozes do centro e da centro-direita.

“Ao mesmo tempo em que sabota todos os esforços da sociedade para vencer o coronavírus, Bolsonaro ataca diariamente o regime democrático brasileiro e busca, inequivocamente, as condições para a imposição de um regime autoritário que destrua as instituições republicanas para acabar com as liberdades democráticas”, segue e a nota.

Milhares de pessoas saíram às ruas em protestos contra o presidente no dia 29 de maio e no dia 19 de junho, em cidades do Brasil e do exterior.

Leia a íntegra da nota:

“BLOCO DEMOCRÁTICO – Em Defesa da Vida e da Democracia.

24 de Julho – #24J – Dia de unir o país em defesa da democracia, da vida dos brasileiros e do Fora Bolsonaro

O Brasil vive uma das maiores tragédias da sua história, com a perda de 540 mil vidas para a pandemia do Covid 19. Nesse difícil momento, a ação do governo federal tem sido marcada de maneira criminosa pela irresponsabilidade e descaso com a defesa da vida do nosso povo, atacando a ciência e sabotando a vacinação, usando o momento de dor e perda por que passamos como uma oportunidade para ações corruptas, reveladas pela CPI da pandemia.

Ao mesmo tempo em que sabota todos os esforços da sociedade para vencer o coronavírus, Bolsonaro ataca diariamente o regime democrático brasileiro e busca, inequivocamente, as condições para a imposição de um regime autoritário que destrua as instituições republicanas para acabar com as liberdades democráticas.

Não é a primeira vez que o Brasil enfrenta essa ameaça. Já assistimos a esse filme e sabemos o caminho para derrotar o arbítrio. É hora de unir os brasileiros, independente de colorações partidárias e ideológicas, na defesa intransigente da democracia. É preciso, ainda, apoiar as demandas sociais pelo auxílio emergencial de $600, vacina para todos já, contra a carestia e política ativa de geração de empregos de qualidade.

Por isso convidamos a todos para vir à Avenida Paulista, no dia 24 de julho. Estaremos com as nossas bandeiras do Brasil, em frente ao Conjunto Nacional, a partir das 15 horas.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também