sexta-feira, 19 julho 2024

Criança baleada na cabeça morre em Goiânia após ser usada como escudo humano pelo primo

 Rapaz fugiu pelo telhado depois que as primas foram atingidas; ele admitiu à polícia que as usou para se proteger dos disparos

Ana Clara Magioto Gonçalves, de 5 anos, morreu após ser baleada na cabeça em Catalão (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

A menina Ana Clara Magioto Gonçalves, de 5 anos, que foi baleada na cabeça na última sexta-feira (19) no bairro Evelina Nour II, em Catalão, morreu em um hospital da capital na manhã desta segunda-feira (22). A criança e a irmã, uma adolescente de 15 anos, estavam em casa quando quatro suspeitos em duas motos se aproximaram e atiraram contra a residência.

O alvo, segundo a polícia, era o primo das meninas que tem envolvimento com o tráfico de drogas e visitava a família na data do ocorrido. De acordo com a Polícia Militar, ele usou as primas para se proteger dos tiros.

O rapaz não foi atingido pelos disparos e fugiu pelo telhado da casa. Depois, em depoimento, admitiu ter usado as garotas como escudo humano.

Escudos humanos
A vítima mais velha foi atingida na barriga e segue com o estado de saúde estável em um hospital de Catalão. A mais nova precisou ser transferida de aeronave do Corpo de Bombeiros para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) devido ao estado grave de saúde, mas não resistiu.

Dois suspeitos de ter envolvimento no crime foram presos ainda na sexta. Os outros dois criminosos, que seriam os atiradores, seguem foragidos.

O caso segue sob investigação. 

Via MaisGoiás 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também